“Ele não tem grupo, não tem palanque”, afirma Carlos Brandão sobre filiação de Roberto Rocha ao PSDB

O vice-governador e presidente do PSDB no estado, Carlos Brandão, conversou nesta tarde com o editor do blog.

Brandão informou que, após reunião do Diretório Estadual, realizada ontem, foi batido o martelo sobre o seguinte consenso: os tucanos maranhenses irão se reunir com a Executiva Nacional do partido com o objetivo de mostrar, mais uma vez, os avanços que a sigla obteve no Maranhão – passando, em 2016, de oito prefeitos para 30, por exemplo.

Mais: o tucanato no estado, durante o encontro, mostrará a sua total indignação com a chegada do senador Roberto Rocha (reveja) que, segundo Brandão, já está filiado ao PSDB.

“No Maranhão, retiramos o PSDB da condição de nanico e o colocamos em posição de destaque, figurando hoje como o segundo maior partido do estado. Organizamos a sigla nos 217 municípios e implantamos o PSDB Jovem, o PSDB Sindical. Ampliamos o número de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Portanto, o elevamos a condição que ele merece”, disse.

“Ele [Roberto Rocha] não tem grupo, não tem palanque. Possui, apenas, um projeto pessoal e não de partido. A sua filiação ao PSDB causou revolta e indignação em todos os filiados”, completou.

Carlos Brandão avaliou que uma possível reedição da aliança vitoriosa de 2014 com o PC do B, do governador Flávio Dino, dependerá, única e exclusivamente, do entendimento da Executiva Nacional, que terá duas escolhas: optar pela continuidade do crescimento do PSDB ou entrega-lo a um uns poucos que enfrentarão condições extremamente adversar até para formar um grupo forte de candidatos aos cargos de deputado estadual e deputado federal.

Saída – Questionado sobre a possibilidade da Executiva Nacional manter a filiação de Roberto Rocha e entregar o partido ao senador ou a um aliado seu, o vice-governador foi taxativo: “Aí haverá uma saída em massa do PSDB. Nenhum dos nossos quadros, seja ele deputado, prefeito, vice-prefeito ou vereador, está satisfeito com a filiação dele [Rocha].

Perguntado para qual partido iria, caso o senador permaneça na sigla, Brandão preferiu a cautela: “Já recebi vários convites. Porém, não trabalho com a possibilidade de sair do PSDB. Trabalho com a possibilidade da Nacional rever esse posicionamento”.

Presidenciável – O vice-governador também garantiu que, apesar do tucanato maranhense apoiar a reeleição de Flávio Dino, o partido comandado por ele cumprirá acordo feito com a Executiva Nacional e apoiará, em 2018, o candidato do PSDB à Presidência da República.

5 pensou em ““Ele não tem grupo, não tem palanque”, afirma Carlos Brandão sobre filiação de Roberto Rocha ao PSDB

  1. Pingback: Roberto Rocha já está filiado ao PSDB e ato em São Luís será apenas pró-forma - Blog do Gláucio Ericeira

  2. Pingback: Em Brasília, Brandão tenta reverter filiação de Roberto Rocha ao PSDB - Blog do Gláucio Ericeira

  3. Pingback: Roberto Rocha anuncia filiação ao PSDB e sacramenta fim da parceria do partido com Flávio Dino - Blog do Gláucio Ericeira

  4. Pingback: Tucanos ligados a Flávio Dino organizam ofensiva contra Roberto Rocha - Blog do Gláucio Ericeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.