Mário Macieira classifica gestão Thiago Diaz como desastrosa e que transformou OAB/MA numa mixórdia

O ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (seccional Maranhão), Mário Macieira, fez algumas avaliações sobre a gestão do atual presidente da entidade, Thiago Diaz.

Em entrevista concedida ontem ao programa Ponto Continuando, da Rádio Mais FM, Macieira disse assistir com perplexidade o desastre que se transformou uma administração eleita, em 2015, prometendo mudanças e transparência e que conseguiu, tão somente, rachar a unidade da categoria sem atender aos anseios dos advogados e advogadas maranhenses.

“Tenho optado pela moderação, com relação as críticas, mas não posso deixar de constatar erro após erro; inexperiência após inexperiência; desconhecimento após desconhecimento. Os atuais dirigentes da Ordem demonstram que não tem condições de representar tão importante instituição, não só para os advogados, mas para toda sociedade. Talvez uma certa imaturidade; talvez um certo despreparo são responsáveis por estes erros, por estes descaminhos”, afirmou.

Mário Maceira comentou recente decisão do Conselho Federal da OAB que modificou entendimento do Conselho Estadual e aprovou sua prestação de contas referente ao exercício financeiro e contábil de 2015 – reveja.

De acordo com ele, além de entregar a entidade a Thiago Diaz em uma situação financeira extremamente satisfatória, o atual presidente, agindo politicamente e com má fé, manobrou, à época, junto aos conselheiros estaduais para que suas contas fossem desaprovadas.

“A auditoria feita pela Controladoria Geral do Conselho Federal, à época, deu parecer amplamente favorável a aprovação das contas e disse, inclusive, que a seccional maranhense tinha uma situação financeira bastante confortável em relação as demais seccionais. Mas mesmo assim, influenciado por uma certa forma de retaliação política, o Conselho Estadual resolveu desaprovar nossas contas. Mas felizmente a verdade foi reposta e as contas foram aprovadas. O próprio Conselho Federal afirmou que a decisão do Conselho Estadual tratou-se de perseguição política”.

O ex-presidente também comentou sobre a falta de transparência da gestão Thiago Diaz e alguns contratos nebulosos firmados por ele – dentre eles, a contratação de uma empresa de comunicação que foi criada na primeira semana da sua administração, em 2016 – reveja.

“A questão da empresa foi denunciada pelo próprio vice-presidente, depois que ele rompeu com o atual presidente, quase dois anos depois do início da gestão. Talvez ele [Pedro Alencar] tenha dito uma crise de consciência. Além disso, a atual gestão não tem nenhuma transparência. Você pode acessar o portal da transparência da OAB Maranhão e lá não consta nenhum informação. Enfim, é uma mixórdia”.

Leia também:

MDVA recorre a OAB nacional e solicita que aliado de Thiago Diaz seja destituído do cargo de conselheiro federal

Tirania na OAB/MA: Thiago Diaz destitui Pedro Alencar da presidência da Comissão de Prerrogativas

1 pensou em “Mário Macieira classifica gestão Thiago Diaz como desastrosa e que transformou OAB/MA numa mixórdia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.