Onze mortes violentas na BR-135 e em São Luís

Cinco pessoas faleceram em um acidente próximo a Itapecuru.

O Estado – Onze corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga, durante o sábado, 25, até a tarde de domingo de Carnaval, 26, cinco deles, vítimas de uma tragédia na madrugada de domingo na BR-35, entre os povoados Entroncamento e Colombo, na cidade de Itapecuru-Mirim.

Em São Luís, uma das vítimas foi identificada como Carlos César Pereira, o Mole, de 41 anos, que segundo a polícia, foi morto a golpes de faca desferidos por seu cunhado, nome não revelado, no Gapara, área Itaqui-Bacanga, no domingo.

O delegado Felipe Freitas, da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), informou que a vítima no período da manhã de ontem, discutiu com a sua mulher, nome não revelado, e a agrediu fisicamente. Logo após, Carlos Pereira foi até um bar, no Gapara, onde começou a ingerir bebida alcoólica, portando uma faca com a qual fazia ameaça de morte aos moradores.

O cunhado da vítima ao ser ameaçado acabou praticando o crime. Ele aplicou vários golpes de faca em Carlos Pereira. Uma das facadas atingiu o peito esquerdo da vítima que ainda foi levada para o Hospital Municipal Socorrão I, no Centro, mas morreu antes de ser submetida a tratamento cirúrgico. “O acusado fugiu depois do crime, mas, estamos fazendo buscas na localidade para efetuar a prisão”, declarou o delegado.

Tragédia — Somente na madrugada de ontem que os corpos de Tamires Lima Machado, de 25 anos; Kalline da Silva Oliveira, de 17 anos; Gabriel Henrique Sousa Pereira, de 21 anos; Ítalo da Silva Oliveira, de 22 anos, e José Ilaryo Carvalho Silva de Queiroz, de 21 anos, foram liberados pelo IML para os seus familiares. De acordo com as informações da assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), eles morreram em um acidente de trânsito ocorrido no KM 102 da BR-135, na tarde de sábado de Carnaval, 25.

Ainda de acordo com as informações da PRF, as vítimas eram de Santa Luzia e o velório ocorreu ontem nessa cidade. Inclusive, José Ilaryo era cunhado da prefeita do município, Francilene Paixão. Na cidade foi decretado luto por três dias e a festa de Carnaval foi suspensa. Em relação ao acidente, a polícia informou que o veículo Hyundai modelo HB 20 conduzido por Ítalo Oliveira se deslocava de São Luís para Santa Luzia. O carro ao passar pelo KM 102 da BR-135 derrapou na pista molhada e colidiu de frente com um veículo de Carga.

Todos os ocupantes do automóvel morreram e os corpos foram resgatados pela equipe do Corpo de Bombeiros e removidos, em seguida, para o IML para serem periciados.

Também no sábado, 25, mais cinco corpos foram autopsiados no IML e identificados como Daniel Berg de Oliveira Cardoso, de 33 anos, vítima de agressão física; Hudson Brando Farias Rodrigues, de 22 anos, vítima de choque elétrico; Natalino da Silva Gama, de 34 anos; Richard Santos Araújo, de 26 anos, arma de fogo; e Adriano Ribeiro de Oliveira, de 24 anos, que foram vítimas de arma de fogo.

Codó: Carnaval Mais Folia, Mais Alegria mostra boa programação e organização

Em seus dois primeiros dias de festa o Carnaval Mais Folia, Mais Alegria vem mostrando bastante organização e a adesão popular em seus dois primeiros dias. No sábado, dia 25, blocos alternativos como Axe Mix, Mukiranas e Fla Codó começaram levando seus seguidores para ganhar as ruas da cidade. A grande expectativa para a festa a noite foi alcançada, com muitas atrações, segurança e organização colocada a disposição do público na Praça da Folia. Os brincantes começaram a noite com muito balanço ao som da banda Swing Beat e curtindo a energia e a presença de palco de Pepe Júnior. Mas foi a banda Patchanka que tirou os milhares de pés do chão, tanto na pista, quanto no lounge montado ao lado da Praça.

No segundo dia oficial do Carnaval 2017 mais blocos tomaram as ruas. Desta vez As lebres, Eu Amo Codó, Não To Valendo Nada, Azeite Folia e Cornofolia levaram seus cordões humanos para as ruas. Realizando uma verdadeira maratona para prestigiar os blocos comunitários e alternativos de Codó, o prefeito Francisco Nagib vestiu o abadá e foi as ruas prestigiar a cada bloco. O prefeito iniciou a tarde de domingo com seu filho no Bloco infantil Danoninho, que levou a criançada para pular e extravasar as energias na Praça da Alegria. Com toda uma decoração temática e atração especifica para crianças o Bloco Danoninho estreitou com muito sucesso no carnaval 2017.

“Nosso Carnaval não podia ser diferente, pois trabalhamos muito para levar uma festa organizada, segura e com muitas atrações para os codoenses e os milhares de visitantes e turistas que chegam ao nosso município. Os blocos alternativos representam uma ótima opção durante o dia e a tarde, realizamos programação voltada para nossas crianças e a noite o público está lotando a Praça da Folia, tudo com muita paz e segurança. Só tenho a agradecer essa experiência maravilhosa”, agradeceu a população o prefeito Francisco Nagib.

Durante a tarde e início da noite, no domingo 26, os Blocos Eu Amo Codó e Cornofolia cumpriram seus circuitos com muita organização e total segurança. Na Praça da Folia, a noite, foi a vez da Banda Chicauê Brasil eletrizar a galera, seguido do show da ‘prata da casa’, a banda Fruta Nativa. Com um repertoria bem variado e muito elogiado pelo público, Igor Costa fechou a noite para os já exaustos foliões de Codó.

Nesta segunda-feira (27), grandes blocos sairão pelas ruas e avenidas de Codó, como o bloco Onda Azul, Kai Dentro, 100 Vergonhas, Multifolia, o tradicional Ressaca com Enxaqueca e o popular Vivo Bebu. A noite tem Banda Euterpe, Prakisamba, Chicaê e Matheus Fernandes na Praça da Folia.

Protesto de taxistas contra Uber marcará reinício dos trabalhos na Câmara de São Luís

A Câmara Municipal de São Luís retomará, no próximo dia 06 de março, suas atividades legislativas depois de mais de duas semanas de um recesso forçado – as sessões plenárias foram suspensas no último dia 17 para que fossem concluídas obras de melhoria da infraestrutura da Casa.

E o reinício dos trabalhos, na manhã de segunda-feira, será marcado por um protesto pacífico de taxistas da capital contra o projeto de lei, de autoria do vereador Paulo Victor (PROS), que regulamenta a utilização da plataforma Uber, aplicativo de transporte privado de passageiros.

O movimento está sendo convocado pelo Sindicato que representa a categoria. No comunicado, enviado a vários grupos de mensagens e ao qual o editor do blog teve acesso, a entidade convoca todos os taxistas legais e suas famílias para se fazerem presentes às 9h, em frente à Câmara, no dia já mencionado.

Informa ainda que, na ocasião, será entregue ao presidente da Casa, vereador Astro de Ogum (PR), e demais parlamentares um documento no qual a categoria expõe os motivos de sua indignação contra o Uber.

O Sindicato dos Taxistas, conforme o blog já revelou (reveja), também deverá ingressar na Justiça para proibir o funcionamento do aplicativo, que entrou em operação na cidade na semana passada.

Também na semana passada, o secretário municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros, após ser provocado pelo editor do blog (reveja), afirmou que a SMTT iria apreender os veículos que estivessem circulando com o Uber.

Barros acabou voltando atrás horas depois e a garantiu que a fiscalização só terá início após o serviço ser regulamentado ou não.

Blocos tradicionais empolgam público da Passarela do Samba na noite de sábado

A segunda noite de programação da Passarela do Samba Chico Coimbra, no Anel Viário, atraiu centenas de famílias e foliões da cidade, no último sábado (25). Desfile e concurso de dezesseis agremiações de blocos tradicionais do grupo A marcaram a programação da noite do Carnaval de Todos, organizado pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado. O concurso da Passarela é um dos momentos mais importantes para os grupos, que mantém um processo de produção parecido com o das escolas de samba.

“A gente avalia que é preciso priorizar esse que é um grande espetáculo que envolve sentimento e regionalidade. O carnaval é explosão de alegria do povo e o prefeito Edivaldo junto com o governador Flávio Dino tornaram prioridade a realização do evento, no intuito de valorizar a cultura da nossa cidade. Nós desejamos que até terça-feira tenhamos todos um carnaval alegre, pra cima, com todas as famílias. Agradecemos também ao trabalho e empenho de todas as secretarias envolvidas”, destacou o vice-prefeito Júlio Pinheiro, que acompanhou a programação.

Este ano, a Passarela do Samba está realizando uma campanha solidária de arrecadação de alimentos que serão doados para a Associação de Parentes e Amigos dos Excepcionais (Apae). Os ingressos para a Passarela do Samba são adquiridos mediante a doação de 1kg de alimento não perecível, que é doado para a instituição. A iniciativa tem tido apoio do público. “Eu acho importante doar porque tem muita gente que precisa dessa ajuda. Todos os anos, eu venho para a Passarela porque é o lugar mais apropriado para vir com a família, sobretudo eu que tenho filhos pequenos. É mais seguro e confortável”, disse Dolores de Jesus, 32 anos, do Bairro de Fátima.

Além dela, outras famílias e grupos de amigos marcaram presença com muita alegria e paixão pelos blocos tradicionais. Com abadás padronizados, mulheres vestidas de “Penélopes Charmosas” agitavam a arquibancada com uma grande faixa de torcida pelo bloco Os Vampiros. “A cultura do bloco tradicional é uma tradição e uma paixão pra gente. Antigamente, nós éramos estimuladas pela rivalidade da disputa e isso foi mudando com o tempo. Nós amamos todos os blocos e nossa torcida tem muito amor e respeito pela diversidade dos grupos. Cada uma de nós tem algum amor ou familiar que desfila em diferentes blocos”, falou a foliã Rosângela de Azevedo.

Wellington diz não ter apego a mandato e não descarta disputar eleição para o Governo ou Senado

Na última quinta-feira, o editor do blog esteve conversando com o deputado estadual Wellington do Curso (PP).

Na oportunidade, questionei o parlamentar, um dos mais atuantes do Maranhão, sobre a possibilidade do mesmo abrir mão de uma reeleição tranquila na Assembleia Legislativa para disputar, em 2018, o pleito majoritário, seja ele para o Governo ou Senado.

“Sou um político sem apadrinhamentos. Não tenho família importante e com tradição política. Sou oriundo das classes populares. Me elegi deputado com o apoio do povo. Por isso, não tenho apego a mandato. Estou a disposição do meu partido, o PP. Poderei, sim, disputar um cargo majoritário”, afirmou do Curso.

Wellington é dono de um poderoso cacife eleitoral, aumentado consideravelmente após as eleições do ano passado em São Luís, quando ele encerrou o primeiro turno com mais de 103 mil votos.

O parlamentar, mesmo possuindo base política mais consolidada na capital, soube, ao longo destes quase três anos de atuação, expandir os horizontes e, hoje, desenvolve suas atividades em vários municípios do interior, onde também já teve o seu trabalho reconhecido.

Wellington desempenha suas funções na AL de forma independente, criticando o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís e abordando assuntos que, na maioria das vezes, incomodam o governador Flávio Dino (PC do B) e o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

E é justamente essa postura independente e de contraponto ao grupo político que hoje governa o Maranhão e São Luís que favorece do Curso em uma disputa na qual ele poderá apontar acertos e, principalmente, erros.

Sobre grupo político, o deputado é filiado a um partido que tem comando no Maranhão.

O seu presidente, o deputado federal e 2º vice-presidente da Câmara, André Fufuca, apesar de jovem, já mostrou ter habilidade para fazer com que a legenda obtenha destaque nas eleições do ano que vem, assim como o fez em 2016.

Sobre o carisma pessoal de Wellington…bom, acho que não há necessidade de me estender sobre o tema.

Luciano Genésio segue viabilizando recursos para o município de Pinheiro

O prefeito Luciano Genésio (PP) segue trabalhando e conseguindo viabilizar novos recursos para a cidade de Pinheiro.

Na última quinta-feira, o gestor obteve mais uma vitória. O deputado federal Júnior Marreca (PEN), em encontro com Genésio, se comprometeu em destinar ao município R$ 2,2 milhões em emendas.

A maior parte, R$ 1 milhão e 200 mil, será destinada para investimentos na saúde, um dos setores mais sucateados pela administração anterior. Já recursos da ordem de R$ 1 milhão serão injetados na construção de praças e quadras poliesportivas.

 “Vamos continuar na busca incessante de captação de recurso, seja por meio dos nossos deputados federais, deputados estaduais, governos estadual e federal e projetos que tragam investimentos para nossa queria Princesa da Baixada”, afirmou o prefeito.

Com boa relação em Brasília, principalmente junto à bancada maranhense, Luciano já viabilizou mais de R$14 milhões em emendas, que serão investidas na saúde, esporte e serviços de infraestrutura, tais como pavimentação asfáltica e a reforma da Feira Municipal.

O prefeito conseguiu com o deputado Waldir Maranhão dez milhões de reais; sendo seis milhões para a área da saúde; dois milhões para pavimentação asfáltica dois milhões para reconstrução da Feira.

Os deputados André Fufuca e Luana Alves destinaram, cada um, dois milhões para ajudar na reconstrução da Feira Municipal e obras de mais asfalto para o município.

Hernando Macedo desiste de disputar possível nova eleição em Dom Pedro

Ex-prefeito comunista tentará, em 2018, chegar à Câmara Federal. 

O ex-prefeito de Dom Pedro, Hernando Macedo (PC do B), não disputará uma possível nova eleição no município, caso a Justiça assim determine.

“Não vou concorrer, caso sejam determinadas novas eleições. Sou pré-candidato a deputado federal”, afirmou Macedo, esta semana, ao editor do blog.

O ex-prefeito, inclusive, lançou sua pré-candidatura no último fim de semana em Codó, oportunidade na qual o deputado federal e presidente do PDT no Maranhão, Weverton Rocha, reuniu mais de 30 prefeitos e várias outras lideranças políticas que declararam apoio ao seu projeto de chegar ao Senado.

Sobre o candidato do seu grupo que concorrerá em um possível novo pleito, Macedo disse que o assunto ainda está sendo estudado.

“Estamos aguardando a resolução final do caso. Assim que ocorrer, anunciaremos o nome do nosso grupo”, disse.

Dom Pedro e Bacuri continuam sem prefeitos definidos e estão sendo administradas interinamente por seus respectivos presidentes de Câmara Municipais – reveja.

E é justamente a prefeita interina da cidade, vereadora Rosa Nogueira (PSDC), que ganha, cada vez mais, força para concorrer na nova eleição representando o grupo dos Macedo.

Morosidade da Justiça faz com que dois municípios do Maranhão continuem sem prefeitos

A morosidade da Justiça está penalizando os moradores de Dom Pedro e Bacuri.

Os dois municípios, desde o início do ano, estão sem prefeitos e vivendo um clima nada agradável de instabilidade política.

Em ambos os casos, as prefeituras estão sendo comandadas por vereadores/presidentes de Câmaras Municipais que, devido a interinidade do cargo, pouco estão fazendo em prol do povo.

Os gestores eleitos em outubro do ano passado enfrentam problemas judiciais que ainda não permitiram suas posses.

E o Poder Judiciário se mantém inerte no sentido de dar uma resolução para os imbróglios.

Em Dom Pedro, a situação envolve os candidatos Alexandre Costa (PSC) e Hernando Macedo (PC do B).

Costa, que obteve maioria nas urnas, teve a candidatura a prefeito indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, por conta disso, seus votos foram anulados.

Ainda não se sabe ao certo se a Justiça promoverá novas eleições na cidade, que está sendo gerida pela vereadora Rosa Nogueira (PSDC).

Já em Bacuri, a situação aparentava estar resolvida. Vencedor do pleito com mais de 47% dos votos válidos, Washington Luis Oliveira (PDT) foi diplomado e tomou posse como prefeito no início deste mês.

Ele foi beneficiado com uma liminar expedida pela juíza Kátia Coelho de Sousa Dias.

No entanto, na última quinta-feira o juiz e membro da Corte Eleitoral maranhense, Daniel Blume, cassou a liminar e tornou sem efeito a posse do pedetista, que luta na Justiça para provar que não teve contas reprovadas, o que gerou o indeferimento de sua candidatura.

Com a decisão de Blume, Bacuri voltou a ser comandada pelo vereador Mauro Rocha Mendonça (PMN).

A cidade, desde o ano passado, sofre com o descaso administrativo instalado pela gestão do ex-prefeito José Baldoíno.

E desta forma seguem as populações de Bacuri e Dom Pedro.

Sem um cenário claro que mostre quem, de fato, governará os rumos dos municípios nos próximos quatro anos.

E aguardando que a Justiça, de fato, tome providências.

Após reunião com deputado Wellington, aprovados em concurso de Barreirinhas desocupam a sede da Prefeitura

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) se reuniu, ontem, com os aprovados do concurso da Prefeitura de Barreirinhas, que aconteceu em 2016.

Após a chegada do deputado Wellington à cidade, os aprovados que estavam acampados na sede da Prefeitura como forma de protesto há 03 dias, acataram a solicitação do parlamentar e desocuparam o espaço. Os aprovados fizeram isso após o deputado Wellington se comprometer em realizar audiência pública, a fim de discutir a convocação dos aprovados no último concurso por parte da Gestão Municipal.

“Nós estudamos, nos preparamos e, agora, vemos que o Prefeito quer contratar e não quer convocar quem foi aprovado.”, disse Irlana Mendonça, uma das 328 aprovadas que realizaram o concurso em abril de 2016 e foram nomeados no dia 27 de dezembro e, até o presente momento, não tomaram posse.

Sobre a situação, Wellington destacou que, enquanto deputado, não pode resolver o problema, mas que está à disposição para intermediar esse acordo entre aprovados e Prefeitura.

“Eu vim a Barreirinhas a pedido dos aprovados no último concurso que encaminharam a solicitação até o nosso gabinete. Como deputado estadual, eu não tenho a atribuição de dar posse a ninguém. Afinal, essa administração cabe ao prefeito. No entanto, coloco-me à disposição para intermediar esse diálogo entre aprovados e Prefeitura.”, disse Wellington.

Após duas reuniões com os aprovados, ficou agendada uma audiência pública para o dia 08 de março, às 16h, que deve contar com a presença do Prefeito, de vereadores, do Ministério Público, da Defensoria Pública, do Judiciário, de secretários e dos aprovados. Além disso, o deputado Wellington encaminhará a solicitação por meio de indicação, na Assembleia Legislativa, ao prefeito e secretários da cidade.

Mulheres vítimas de violência têm atendimento na Justiça reforçado no Carnaval

Além das varas especializadas, delegacias especiais da mulher, Defensoria Pública, Ministério Público, centros de referência e disque denúncia, mulheres vítimas de violência no Maranhão podem também se dirigir diretamente ao plantão do Poder Judiciário do 1º grau e solicitar medidas protetivas de urgência previstas na Lei Maria da Penha. O procedimento é reforçado no período de carnaval.

A necessidade de fornecer o atendimento em plantão judicial é justificada no Provimento nº 06/2013 do Poder Judiciário. O documento considera que os atos de violência contra a mulher ocorrem geralmente à noite, nos fins de semana e feriados.

“O provimento não substitui os trâmites legais, mas é uma forma de agilizar o processo, garantindo que o problema seja logo apreciado pela Justiça”, explica a desembargadora Ângela Salazar, presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça (TJMA).

A mulher vítima de violência doméstica e familiar pode denunciar o agressor ou agressora em delegacias especiais da mulher, na Defensoria Pública, Ministério Público, Centros de Referência da Mulher ou utilizando o serviço da Central de Atendimento à Mulher (disque 100); o Disque Denúncia Nacional (180); Capital (98 3223-5800); e Interior (99 0300-3135-800); whatsapp (98) 99224-8660 ou pelo aplicativo para celular do Disque-Denúncia.