Eleições 2018: A derrota e a difícil missão de Roberto Rocha

O senador Roberto Rocha sofreu ontem uma dura derrota que, em muito, pode inviabilizar suas pretensões de disputar o governo do estado ano que vem.

Atrelado ao governo do presidente Michel Temer (PMDB), o corregedor do Senado perdeu o controle do seu partido, o PSB, em São Luís.

Os socialistas, a partir de agora, estão 100% engajados no projeto de reeleição do governador Flávio Dino (PC do B).

A comissão provisória da sigla na capital era comandada pelo filho do senador, o ex-vereador Roberto Rocha Júnior.

Rocha Jr., por determinação do presidente da executiva nacional, Carlos Siqueira, foi destituído do cargo e o comando passado para o deputado estadual Bira do Pindaré, pré-candidato a deputado federal e aliado de primeira hora de Dino.

A decisão de Siqueira foi um troco bem dado no senador, uma vez que o PSB faz, hoje, oposição ao presidente peemedebista.

Na verdade, Roberto Rocha nunca deteve o controle absoluto do partido. O diretório estadual, por exemplo, é presidido pelo prefeito de Timon, Luciano Leitoa, aliado e apoiador do governador comunista.

O comando da comissão provisória de São Luís foi dada a Rocha quando ele ainda possuía prestígio junto a executiva nacional.

Alinhou-se ao projeto Temer e a reação de Siqueira foi a já relatada

O mandato de Pindaré à frente da comissão vai até o fim do ano. Até lá, é muito pouco provável que o senador reúna forças que o coloquem na condição de brigar novamente pela presidência.

O caminho natural de Roberto Rocha é migrar para outro endereço partidário onde os membros estejam dispostos a abraçar o seu projeto de chegar ao Palácio dos Leões.

Tarefa mais do que difícil.

Leia também:

As semelhanças entre Roberto Rocha e Sebastião Madeira

Roberto Rocha anuncia candidatura ao governo e cria nova cizânia com Flávio Dino

Zé Reinaldo confirma, mais uma vez, filiação ao DEM. Bira do Pindaré assume comando do PSB em São Luís

3 ideias sobre “Eleições 2018: A derrota e a difícil missão de Roberto Rocha

  1. Pingback: Flávio Dino e Carlos Siqueira juntos...Adeus, Roberto Rocha - Blog do Gláucio Ericeira

  2. Pingback: Rocha, Madeira e Marques juntos e misturados em Imperatriz - Blog do Gláucio Ericeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *