Vereador de Davinópolis é preso acusado de fraude bancária

O vereador Edson Lima Leal, do município de Davinópolis, foi preso, nesta sexta-feira (08), acusado de integrar um esquema de fraudes bancárias.

De acordo com o Núcleo Especial de Combate aos Crimes Cibernéticos do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, Buguila, apelido pelo qual o parlamentar é conhecido na cidade, com o apoio de um casal de Goiânia, seria um dos responsáveis por indicar pessoas dispostas a cederem suas contas bancárias para o depósito e saque dos valores obtidos por meio da fraude.

A ação é um desdobramento da Operação Testa de Ferro, que desarticulou organização criminosa que teria causado prejuízo de R$ 4 milhões a uma instituição financeira, e contou com parceria da Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, a Propriedade Imaterial e a Fraudes (Corf) da Polícia Civil do Distrito Federal.

As apurações começaram em 2019, quando a PCDF prendeu pessoas que realizavam saques, transferências e conversão de moeda nacional em dólar em uma agência bancária.

Foi descoberto que elas eram a base da pirâmide da organização e emprestavam suas contas para serem beneficiadas com o dinheiro do furto. Em um segundo patamar, havia os recrutadores de conta bancária e, acima deles, os gerentes de operações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.