Empresário maranhense é preso no Rio acusado de comandar esquema milionário de pirâmide financeira

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta quinta-feira (10), no bairro Jacarepaguá, o empresário maranhense Roniel Cardoso dos Santos (foto)

Ele é acusado de comandar um grupo criminoso que atuava em vários estados aplicando golpes milionários através da chamada pirâmide financeira.

Rony Cardoso, como é mais conhecido o maranhense, é proprietário de um grupo empresarial, que leva o seu nome, especializado em agenciar cantores e promover festas.

Nas suas redes sociais, o acusado, além de ostentar fotos em carros de luxo, por exemplo, também diz ser fazendeiro.

A quadrilha comandada por Rony, segundo as investigações, é responsável por crimes de estelionato, contra a ordem econômica e das relações de consumo; e lavagem de dinheiro.

Além do Rio, mandados de prisão temporária e de busca e apreensão foram cumpridos no Maranhão, Brasília e São Paulo.

Também estão sendo sequestrados bens e contas bancárias – físicas e jurídicas – no valor aproximado de R$ 50 milhões, valor, este, que corresponde ao movimentado pela quadrilha no período de dois anos, segundo relatórios de Inteligência Financeira do Coaf (Conselho de Controle de Atividade Financeira).

O esquema funcionava da seguinte forma: servidores públicos e outras vítimas eram enganados para que fizessem empréstimos consignados e aplicassem o valor em investimentos fictícios, com ganhos vultuosos e incompatíveis com a realidade do mercado.

A quadrilha pagava às vítimas pequenos lucros do suposto investimento nos primeiros meses, mas depois os lesava sem devolver todo o montante aplicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *