Flávio Dino critica Sérgio Moro: “interesses eleitorais por baixo da toga”

O governador reeleito do Maranhão, Flávio Dino (PC do B) criticou nesta quinta-feira (01), nas suas redes sociais, decisão do juiz federal Sérgio Moro, que abdicou de 22 anos magistratura e aceitou convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para, a partir de janeiro, comandar o super ministério da Justiça e Segurança Pública.

Responsável pelas ações penais da Operação Lava Jato, tendo, inclusive, sido autor da condenação que resultou na prisão do ex-presidente Lula, Moro ingressou na magistratura no mesmo concurso no qual Dino foi aprovado.

Para o comunista, Sérgio Moro mostrou coerência ao aceitar o ministério proposto por Bolsonaro.

Segundo Dino, “eles estavam militando no mesmo projeto político: o da extrema-direita”

“O grave problema é esconder interesses eleitorais por baixo da toga. Não há caso similar no Direito no mundo inteiro. A comprovação de interesses eleitorais na Lava-Jato, além de comprometê-la quanto ao já feito, infelizmente vai gerar suspeitas com relação a casos similares no futuro. Não é apenas Sérgio Moro que perde credibilidade”, disparou.

Quem também comentou e criticou a decisão de Sérgio Moro foi o deputado federal e senador eleito, Weverton Rocha (PDT).

“Com a decisão de aceitar ser ministro do governo de Bolsonaro, o juiz Sérgio Moro finalmente passa a atuar de modo oficial na política. É realmente neste campo, e não no Judiciário, que as crenças pessoais devem ser defendidas”, disse o pedetista.

4 pensou em “Flávio Dino critica Sérgio Moro: “interesses eleitorais por baixo da toga”

  1. Foi o que ele fez quando deixou a magistratura. Foi o mesmo que o PT fez com seus advogados os tornando juízes do stf pra julgarem seus projetos pessoais

  2. Pingback: Flávio Dino em rota de colisão com Sérgio Moro - Blog do Gláucio EriceiraBlog do Gláucio Ericeira

  3. Pingback: Dino vai à Brasília participar de reunião com Sergio Moro - Blog do Gláucio EriceiraBlog do Gláucio Ericeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *