Raposa: MP instaura inquérito para apurar super licitação para compra de caixões

O promotor de Justiça Reinaldo Campos Castro Júnior, do município da Raposa, na Grande Ilha de São Luís, instaurou inquérito civil público para apurar possível ato de improbidade administrativa praticado pela prefeita Talita Laci (PC do B).

A informação é do blog Atual 7.

A investigação tem como foco uma super licitação, no valor de R$ 170 mil, para contratação de empresa responsável pelo fornecimento de caixões.

A vencedora do certame foi a Pax São Luís, com sede na Avenida Principal da Cidade.

O inquérito aberto no mês passado pelo promotor também apurará suspeitas que recaem sobre um outro processo licitatório, no valor de R$ 1,8 milhão, e cuja finalidade foi adquirir serviços especializados de locação de equipamentos, estruturas e materiais para a promoção de eventos.

A super licitação feita pela gestora comunista para aquisição de urnas funerárias foi divulgada com exclusividade pelo blog Maramais 

Talita enxerga em 2018 um ano extremamente sombrio. Levando-se em consideração o valor atual praticado no mercado, um caixão terá que ser doado por dia pela prefeitura.

A cidade da Raposa tem menos de 30 mil habitantes e, de acordo com informações do Sistema de Informações sobre Mortalidade, em 2015, por exemplo, foram registrados apenas 131 óbitos, sendo que apenas 20 famílias recorreram ao auxilio dado pelo município.

4 pensou em “Raposa: MP instaura inquérito para apurar super licitação para compra de caixões

  1. E a nova prefeita ostentação, nao e a toa que anda em carrões e mansões festejando com dinheiro publico, esses comunistas gostam mesmo e de mamar em uma teta esse bando vagabundo corruptos. Cadeira neles.

  2. Pingback: Após licitação funerária, prefeita da Raposa pretende gastar quase meio milhão com serviços de dedetização - Blog do Gláucio Ericeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *