“Vai prejudicar várias obras”, afirma Flávio Dino sobre sequestro de R$ 96 milhões

O governador Flávio Dino (PC do B) aproveitou a presença de centenas de prefeitos no I Encontro Estadual da Famem, realizado nesta terça-feira em São Luís, para posicionar-se sobre decisão do Tribunal de Justiça que, na semana passada, bloqueou mais de R$ 96 milhões dos cofres do estado para pagamento de precatórios.

E o recado não foi nada animador.

O comunista afirmou que a dívida do estado relativa ao tema foi herdada por ele em 2015 e era da ordem de R$ 1 bilhão.

Segundo o governador, o estado, a partir deste ano, vem rigorosamente honrando o parcelamento do débito e já efetuou à Justiça o pagamento de R$ 300 milhões.

“Recebemos uma dívida de R$ 1 bilhão que não foi paga pelo governo anterior nos anos de 2011, 2012, 2013 e 2014. Estamos honrando o pagamento parcelado do débito, assim como também já estamos trabalhando para que o Tribunal de Justiça reveja essa decisão [sequestro]”, disse.

Dino deixou claro que, caso não consiga reverter o sequestro determinado pelo presidente do Poder Judiciário, desembargador Cleones Cunha, obras e ações do governo em vários municípios serão prejudicadas.

“Vai prejudicar. Não há dúvida. Trabalhamos com um orçamento apertado. Noventa e seis milhões fazem muita falta. Estamos tentando reverter essa decisão”, completou.

Representando o TJ no evento, o desembargador Jamil Gedeon ouviu tudo atentamente e preferiu não manifestar-se.

Prefeitos e prefeitas, por sua vez, ficaram temerosos.

4 pensou em ““Vai prejudicar várias obras”, afirma Flávio Dino sobre sequestro de R$ 96 milhões

  1. Isso é só papo furado tem dinheiro pra pagar viagens com avião fretado , e quem tá esperando muitos anos pra receber os precatórios e não tem dinheiro. Pelo menos minha mãe tem 85 anos e precisa pra fazer exame e não recebe , acabar a justiça diz idoso tem prioridade nesse país já mais dao valor , depois de aposentada ainda paga imposto

  2. Pingback: Presidente do TJ autoriza pagamento de 175 precatórios no Maranhão - Blog do Gláucio Ericeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.