Justiça autoriza exame mental de empresário acusado de assassinar sobrinha-neta de Sarney

Atendendo pedido dos advogados de defesa, o juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior, da 4ª Vara do Tribunal do Juri, autorizou que o empresário Lucas Porto, de 37 anos, seja submetido a exame de saúde mental.

Preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde o ano passado, Porto é assassino confesso da própria cunhada, a publicitária Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, 33 anos, que é filha do ex-deputado Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente da República, José Sarney (PMDB).

O exame, de acordo com o magistrado, será realizado nos próximos dias no Hospital Nina Rodrigues.

No último dia 18, foi realizada a segunda audiência de instrução do caso. Lucas Porto, seguindo orientação dos seus advogados, não prestou depoimento alegando problemas de saúde.

Supostos transtornos mentais deverão ser a base da defesa do acusado no julgamento.

O caso Mariana Costa aconteceu em novembro. A vítima foi encontrada morta no seu apartamento, no nono andar de um condomínio na Avenida São Luís Rei de França, no Turu, em São Luís.

Lucas Porto, à época, confessou que matou a cunhada.

A Polícia Civil, no inquérito encaminhado a Justiça e Ministério Público, concluiu que Porto estuprou a vítima e a matou por asfixia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.