Pinto Itamaraty tenta colocar panos quentes na crise interna do PSDB

O presidente do PSDB em São Luís e suplente de senador, Pinto Itamaraty, tentou colocar panos quentes em uma crise interna que, ao que tudo indica, já se instalou no ninho tucano maranhense.

Ele afirmou nesta tarde, em suas redes sociais, que não contestou o posicionamento do presidente do diretório estadual, vice-governador Carlos Brandão, que vislumbra manter a legenda apoiando o projeto de reeleição do governador Flávio Dino (PC do B), em 2018.

“Em nenhum momento contestei o posicionamento do presidente e colega Carlos Brandão, pois o mesmo tem prerrogativa e tamanho político para expor o seu ponto de vista partidário e sobre qualquer outro assunto político”, afirmou o ex-deputado federal.

O texto publicado agora a pouco por Itamaraty foi uma espécie de resposta a alguns observadores da cena política que avaliam que é cada vez maior o isolamento de Brandão na sigla e o distanciamento da mesma do projeto comunista.

O assunto ganhou mais força depois que o ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, afirmou estar pleiteando, junto a executiva nacional, o comando do partido no Maranhão; e que o PSDB não deverá apoiar a reeleição de Dino – reveja.

“Neste momento que antecede às discussões em prol das eleições de 2018 existem e vão continuar existindo muitas especulações, mas o PSDB sentará no momento certo com sua executiva para tomar as decisões que melhor convier a maioria”, assinalou Itamaraty.

De acordo com ele, Brandão vem realizando um excelente trabalho à frente do partido, que cresceu consideravelmente, ano passado, triplicando o número de prefeitos eleitos e elegendo mais de 160 vereadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.