Chico Carvalho acredita que pode reverter fim da reeleição na Câmara neste fim de semana

Ocorre que desembargador plantonista, por possuir um sobrinho filiado ao PSL, partido presidido pelo vereador, deverá julgar-se impedido para analisar recurso. Manobra foi, inclusive, questionada pelo líder da Bancada do PDT na Câmara de São Luís.

Pereirinha e Chico Carvalho, em 2012, aprovaram o fim da reeleição. Agora, querem mudar as regras do jogo.

O vereador Chico Carvalho já traçou o plano e aposta todas as fichas em uma suposta decisão que, no entendimento do parlamentar, pode ser dada pelo desembargador José Jorge Figueiredo dos Anjos, responsável pelo plantão do Tribunal de Justiça do Maranhão neste fim de semana.

Presidente do PSL no estado, Chico Carvalho ingressou no TJ com um pedido de liminar, em Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), através do qual pleiteava a modificação do artigo 41 da Lei Orgânica do Município, o que adiaria a eleição dos membros da Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís, biênio 2019/20, permitindo, ainda, que os atuais integrantes do colegiado possam concorrer à reeleição.

O pedido foi negado pelo desembargador Jamil Gedeon (reveja), que atendeu argumentos propostos pelo vereador Pedro Lucas Fernandes, do PTB.

Por ironia do destino, o fim da reeleição dos membros da Mesa Diretora foi aprovado em 2012.

À época, o presidente era o vereador Pereirinha, que estava filiado ao PSL, tendo o próprio Chico Carvalho como presidente da Comissão de Constituição e Justiça, que deu parecer favorável à matéria.

Ou seja, seis anos depois, Chico e Pereirinha querem modificar um entendimento que eles próprios defenderam.

Suspeita – O plano traçado por Chico Carvalho, que já ganhou publicidade nos bastidores políticos, provocou reações imediatas.

O líder da Bancada do PDT, Raimundo Penha, cravou nas suas redes sociais: “É isso mesmo? Os colegas do PSL estão comemorando desde hoje uma “suposta” decisão favorável que vai sair do plantão do TJ para adiar a eleição da Câmara?”.

Raimundo Penha, líder da Bancada do PDT, questionou a manobra patrocinada por Carvalho.

Ocorre que o intento de Chico Carvalho, que já presidiu a Casa e tem interesse em retornar ao poder, não deverá dar certo.

O desembargador plantonista José Jorge Figueiredo dos Anjos é tio do empresário Karlos Parabuçu Santos Figueiredo dos Anjos, que é filho do presidente do TJ, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, e é filiado ao PSL de Carvalho, por onde disputará uma vaga na Assembleia Legislativa nas eleições deste ano.

José Jorge, portanto, deverá julgar-se impedido para analisar o recurso proposto pelo ex-presidente da Câmara.

Eleição neste domingo – Pelo que determina a Lei Orgânica do Município, a eleição para a nova Mesa Diretora da Câmara tem que ser realizada neste domingo (15).

No entanto, o mais provável é que haja entendimento entre os vereadores e o pleito aconteça na próxima semana.

Até o momento, foi registrada apenas a pré-candidatura do vereador Osmar Filho (PDT), atual vice-presidente da Casa.

A ascensão de Osmar ao comando do Parlamento Municipal, a partir do ano que vem, trata-se de um acordo firmado com o atual presidente Astro de Ogum (PR).

Ogum ainda não se pronunciou oficialmente sobre a eleição e, tão pouco, sobre os movimentos patrocinados por Chico Carvalho.

Deverá fazê-lo no início da próxima semana.

É aguardar e conferir os próximos capítulos.

3 ideias sobre “Chico Carvalho acredita que pode reverter fim da reeleição na Câmara neste fim de semana

  1. Pingback: Chico Carvalho ingressa com manobra no TJ para adiar eleição na Câmara - Blog do Gláucio Ericeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *