Empresa contratada para reformar prédio da OAB/MA operava como farmácia e perfumaria

R Costa possui sede em uma porta e janela, no município de Presidente Vargas.

Criada em 2010, a empresa R Costa Uchoa Júnior – EPP, com sede no município de Presidente Vargas, operou durante anos como um estabelecimento especializado no comércio varejista de produtos farmacêuticos; medicamentos veterinários; cosméticos, perfumaria e produtos de higiene; artigos médicos e ortopédicos; além de artigos de óptica.

É o que consta em documentação pública obtida pelo editor do Blog do Glaucio Ericeira na Junta Comercial do Maranhão.

No entanto, o seu proprietário, Raimundo Costa Uchôa Júnior, resolveu empreender e a transformou num negócio promissor e que executa desde a distribuição de água por caminhões até construção de rodovias e ferrovias.

A primeira grande obra da R Costa no estado, pelo menos que se tem conhecimento, é a reforma do prédio da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Luís.

Trata-se de um contrato vultoso, de mais de R$ 992 mil, e que pode chegar a R$ 1,2 milhão, uma vez que o Conselho Federal da entidade destinou recursos para possíveis aditivos.

O referido contrato foi chancelado pelo presidente Thiago Diaz em janeiro e, a partir deste momento, tornou-se alvo de inúmeras reclamações por parte de conselheiros estaduais, que apontam total falta de transparência no processo de escolha da empresa.

No início deste mês, o conselheiro José Alencar Oliveira protocolou na sede do Conselho Federal, em Brasília, pedido de intervenção na OAB maranhense com a imediata suspensão do contrato para investigações minuciosas.

Quando foi criada, empresa vendia produtos farmaucêuticos…

…anos depois, foi transformada em empreiteira.

Nebulosidade e coincidências – A situação comercial da R Costa Uchoa Júnior – EPP e repleta de nebulosidade e coincidências interessantes.

Apesar de ter sido criada em 2010, só apresentou na Junta Comercial movimentação financeira referente ao ano de 2016, no valor de apenas R$ 25.958,25, o que leva a crer que nos anos anteriores a hoje empreiteira contratada por Thiago Diaz não realizou nenhum outro tipo de operação envolvendo prestação de serviços.

E o valor disponibilizado na movimentação diz respeito, tão somente, à transações de vendas de mercadorias.

Ou seja, não apresenta nenhuma relação com qualquer tipo de obra de infraestrutura.

Única movimentação financeira da empresa na Junta Comercial mostra que, ao longo dos anos, ela faturou pouco mais de R$ 25 mil.

Raimundo Costa Uchôa, seu proprietário, ao que tudo indica, parece ser parente do contador Fernando Wagner de Jesus Uchôa, que assina os balanços contábeis e financeiros da R Costa.

In loco – Em fevereiro, o editor do blog esteve na cidade de Presidente Vargas e visitou a sede da R Costa Uchoa Júnior.

A empresa funciona em um pequeno imóvel, localizado na Avenida Pedro Dareu, nº 44, no Centro, que, de acordo com vizinhos, passa a maior parte do tempo fechado.

Antes de abrigar a R Costa, ainda segundo moradores, na pequena casa de porta e janela funcionava uma farmácia.

Sorveteria – O caso envolvendo a Costa Uchoa Júnior e a gestão Thiago Diaz remete a um episódio curioso ocorrido ano passado e que atingiu o atual governo do Maranhão.

Durante operação da Polícia Federal, denominada de Pegadores, foi descoberto que uma empresa registrada como sendo uma sorveteria passou por um processo de transformação jurídica e se tornou, da noite para o dia, em uma empresa especializada na gestão de serviços médicos.

Esta empresa foi utilizada para a emissão de notas fiscais frias, que teriam permitido o desvio de R$ 1.254.409,37 dos cofres públicos da saúde.

A Pegadores, que tratou-se de mais uma etapa da Operação Sermão aos Peixes, continua investigando o desvio de R$ 18 milhões da Secretaria de Estado da Saúde através da contratação e pagamento de pessoal fraudulentos em contratos de gestão e termos de parceria firmados em 2015, primeiro ano da gestão do governador Flávio Dino (PC do B).

Uma ideia sobre “Empresa contratada para reformar prédio da OAB/MA operava como farmácia e perfumaria

  1. Pingback: Oposição se aproxima e pode lançar chapa única para Presidência da OAB/MA - Blog do Gláucio EriceiraBlog do Gláucio Ericeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *