Ministro de Bolsonaro defende privatização dos Lençóis Maranhenses

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, defendeu durante o feriado de Páscoa a privatização do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

Salles esteve no Maranhão na última quarta-feira (17) e quinta-feira (18), oportunidade na qual reuniu-se com o governador Flávio Dino (PC do B) e visitou a cidade de Barreirinhas.

Em postagem nas suas redes sociais, o auxiliar do presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi cristalino ao ratificar o projeto de privatização.

“Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses vale muito a visita. Se concedido ao setor privado então, se tornará um dos principais destinos de ecoturismo do mundo. Vamos em frente!”, afirmou.

Um plano para privatizar nove Parques Nacionais foi entregue a Bolsonaro pela equipe do ex-presidente Michel Temer (MDB).

Entre os locais que podem ser privatizados por 20 anos, em média, além dos Lençóis, estão a Serra da Canastra, Chapada dos Guimarães e o Parque Nacional de Jericoacoara.

Pelos cálculos do governo, o plano deve render R$ 140 milhões em outorgas e R$ 153 milhões em investimentos privados.

1 pensou em “Ministro de Bolsonaro defende privatização dos Lençóis Maranhenses

  1. Pingback: Bolsonaro inicia processo de privatização dos Lençóis Maranhenses – Blog do ligeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *