De olho em Ildon Marques, Roberto Rocha sinaliza “simpatia” pela pré-candidatura de Weverton ao Senado

Proximidade entre Ildon e Weverton acendeu o sinal amarelo em RR.

O senador Roberto Rocha resolveu, de uma hora para outra, transparecer sua simpatia pela pré-candidatura ao Senado do deputado federal e presidente do PDT no Maranhão, Weverton Rocha.

“Eu e Weverton somos amigos. Aliás, somos Rocha. Em 2018, teremos duas vagas para senador. Eu mesmo poderia participar de um evento com Weverton, se fosse convidado. Qual o problema?”, afirmou o senador ao blog do jornalista Diego Emir.

A declaração engessada de RR foi dada dois dias após Weverton receber o apoio do ex-prefeito de Imperatriz, Ildon Marques (PSB).

O gesto foi avaliado por muitos observadores do cenário político como uma possibilidade concreta de aproximação do ex-prefeito com o governador Flávio Dino, de quem o deputado pedetista é aliado incondicional e possui o apoio pessoal e do seu partido, o PC do B, para chegar à Câmara Alta.

A preocupação de Roberto tem razão de ser. Isolado no PSB, partido que está fechado com a reeleição de Dino, o senador está prestes a deixar o ninho socialista e migrar para o PSDB, sigla pela qual pretende disputar o governo do estado ano que vem.

A filiação de Rocha ao tucanato deverá resultar em uma onda de desfiliações, situação que prejudicará consideravelmente seu projeto de chegar ao Palácio dos Leões.

Weverton tem se notabilizado como um exímio articulador, tendo já trazido para o raio de abrangência política do governo comunista diversos atores e partidos.

Talvez seja por isso que o senador tenha, de forma repentina, resolvido externar sua “simpatia” pelo projeto “Weverton Senador”.

Simpatia, esta, que se assemelha muito mais a um sentimento chamado preocupação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.