PSB deixa governo, mas Roberto Rocha deverá manter apoio a Temer

O PSB oficializou, no último sábado, seu desembarque da base de apoio do presidente Michel Temer (PMDB).

No entanto, o senador maranhense Roberto Rocha deverá contrariar a orientação do seu partido e manter o seu apoio pessoal ao peemedebista.

Rocha, em entrevista concedida ao jornal O Estado do Maranhão neste fim de semana, classificou como hecatombe o escândalo envolvendo Temer, fruto de delações premiadas de executivos do grupo JBS.

Para o senador, os áudios das delações em nada comprometem o presidente e, por este motivo, não vê motivos para uma renúncia ou pedido de impeachment contra Michel Temer.

Além de Rocha, os outros dois senadores do Maranhão, João Alberto e Edison Lobão, ambos do PMDB, mantém posição de apoio ao seu colega de partido.

E os deputados federais do estado, na sua maioria, seguem no mesmo caminho. O editor do blog tratou do assunto recentemente – reveja AQUI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.