Demolição do “Balança, mas não cai” será discutida na Justiça

Localizado no bairro São Francisco e abandonado há mais de 35 anos, o prédio Santa Luzia (foto acima), mais conhecido como “Balança, mas não cai”, voltará a ser tema discutido pela Justiça.

O juiz Douglas Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, anunciou em suas redes sociais que realizará, no dia 06 de março, audiência pública com o objetivo de fazer cumprir sentença judicial, proferida no ano de 2010, que determina a demolição do prédio.

“O Balança, mas não cai é famoso em São Luís, mas ganhará fama internacional se desmoronar matando muitas pessoas. Precisamos fazer cumprir a sentença que impõe a demolição para preservar vidas”, disse o magistrado.

A audiência acontecerá no Fórum Desembargador Sarney Costa, no Calhau, e para ela já foram convocados o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT); secretários municipais; e o secretário estadual de Segurança Pública, Jeferson Portela.

Durante a audiência, será dada ciência aos convocados de que uma eventual ocorrência de desabamento ou incêndio será de responsabilidade criminal pessoal das autoridades citadas.

Também serão chamados para participar do encontro pessoas que residem nas proximidades da edificação.

O “Balança, mas não cai”, há anos, serve de abrigo para moradores de ruas, além de funcionar como espaço para o consumo e tráfico de drogas.

Além disso, a deterioração da sua estrutura física oferece sérios riscos a centenas de pessoas que moram e trabalham nas proximidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.