Edivaldo evita na Justiça que tarifas de coletivos sejam reajustadas

A gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) garantiu na Justiça que não ocorra, este ano, reajuste das tarifas do transporte coletivo que circula em São Luís.

A possibilidade do aumento dos preços das passagens começou a ganhar corpo entre os usuários depois que a categoria dos rodoviários deflagrou, parcialmente, um movimento grevista que teve como alvo somente empresas que não efetuaram o pagamento em dia dos salários dos profissionais. Até o momento, apenas os ônibus da São Benedito estão retidos na garagem devido ao fato da empresa ainda não ter cumprido o acordado.

O juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, acatou pedido feito pelo município de São Luís e proibiu a concessão de reajuste salarial nos preços das tarifas.

O magistrado divulgou sua decisão nas suas próprias redes sociais ainda na noite de ontem.

Determinou, ainda, multa diária no valor de R$ 500 mil para as empresas consorciadas que descumprirem a decisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.