Dino terá o PT, independentemente de ceder espaço privilegiado ao partido na majoritária

O governador Flávio Dino (PC do B) terá o Partido dos Trabalhadores [o seu tempo de TV e Rádio] na coligação através da qual tentará renovar o mandato nas eleições deste ano.

Mais um indicativo apontando para este caminho foi dado pela direção nacional do PT, neste último fim de semana, quando ratificou a pré-candidatura do ex-presidente Lula ao Palácio do Planalto – mesmo este estado preso, sendo condenado e considerado Ficha Suja – propondo, ainda, aliança com o PC do B e PSB mediante a concessão para estas siglas da vaga de vice na chapa presidencial.

Flávio Dino mantém o PT atrelado ao seu governo através do vereador Honorato Fernandes, pré-candidato a deputado estadual e presidente do diretório de São Luís; e de Augusto Lobato, presidente do diretório estadual e que ocupa cargo em comissão na estrutura administrativa do Palácio dos Leões.

A legenda detém, ainda, o comando de pelo menos duas Secretarias de pouca expressão.

A direção nacional, presidida pela senadora Gleisi Hoffmann, já deixou claro que pretende indicar um nome para compor as chapas majoritárias de Dino – seja como vice-governador, seja ao Senado.

No entanto, ao mesmo tempo que defende a participação do partido na majoritária do comunista, garante que a legenda o apoiará sem qualquer tipo de penalização, caso não haja atendimento à reivindicação.

A proposição da aliança entre PT e PC do B a nível nacional também afastou, ainda mais, as teses de que o partido de Lula poderia apoiar a pré-candidatura de Roseana Sarney (MDB) ou até mesmo sair sozinho na eleição para Câmara Alta no Maranhão.

O cenário mais provável é que o PT maranhense indique um nome para a primeira suplência nas chapas senatoriais encabeçadas pelos deputados federais Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), pré-candidatos já escolhidos por Flávio Dino.

E este nome tem tudo para ser o ex-secretário estadual de Esporte e Lazer, Márcio Jardim.

É aguardar e conferir.

Leia também:

Presidente nacional do PT defende nome de Márcio Jardim na chapa majoritária de Dino

Jardim admite que PT pode não coligar com PC do B e lançar chapa puro sangue ao Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *