No Maranhão da miséria, Governo pretende gastar mais de R$ 720 mil com aquisição de carimbos

Faltando menos de três meses para os pleitos majoritário e proporcional no Maranhão, a gestão do governador Carlos Brandão (PSB), que tentará renovar o mandato, pretende gastar mais de R$ 729 mil com a compra de carimbos para suprir as necessidades de órgãos e Secretarias.

A ata de registro de preços foi publicada no Diário Oficial do Estado na edição desta última terça-feira (12).

A maior quantia – R$ 168.021,00 – foi destinada para aquisição de carimbo tipo numerador, automático e que possui as seguintes características: corpo de dígitos metálicos; com texto personalizado; sequencial e de repetição.

Já a segunda maior quantia – mais de R$ 81 mil – será retirada dos cofres públicos para compra de carimbos plásticos, com a cor preta de impressão.

A ata, contendo o pregão eletrônico de número 027/22, foi divulgada pela Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep), através da Secretaria Adjunta de Registro de Preços.

Os carimbos, de acordo com o documento, suprirão as demandas da Agência Estadual de Defesa Agropecuária; Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural; Escola de Governo do Maranhão; Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos; Instituto de Colonização e Terras do Maranhão; Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos; Polícia Civil; Procuradoria Geral do Estado; Polícia Militar; Secretaria de Estado da Agricultura Familiar; Secretaria de Estado da Administração Penitenciária; Secretaria de Estado da Comunicação; Secretaria de Estado do Esporte e Lazer; Secretaria de Estado dos Direitos Humanos; Secretaria de Estado de Programas Estratégicos; Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento; Secretaria de Estado da Infraestrutura; além da própria Segep.

Leia também: 

No Maranhão da miséria, governo Dino/Brandão arrecadou mais de R$ 36 bilhões e 570 milhões com ICMS nos últimos 04 anos

Extrema pobreza no Maranhão é novamente destaque na imprensa nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.