Brandão deixa claro que não irá reduzir ICMS no Maranhão

O governador Carlos Brandão (PSB), em entrevista a TV Mirante, na noite de ontem, quando tratou do seu retorno ao Estado, previsto para acontecer hoje, também foi questionado acerca da redução do ICMS no Maranhão como forma de conter a inflação e diminuir os preços dos produtos considerados essenciais.

O tucanosocialista deixou claro que não pretende desistir de uma ação, protocolada por sua gestão no Supremo Tribunal Federal, que objetiva tornar sem efeito lei federal que limitou a cobrança do Imposto sobre combustíveis, energia, comunicações e transporte coletivo.

O Estado do Maranhão cobra, atualmente, 28,5% de alíquota de ICMS da gasolina, uma das cargas tributárias mais pesadas do Brasil.

“Se você retira esse dinheiro do caixa dos estados, principalmente os estados do Nordeste não vão se sustentar. Não dá para ser feito de uma forma radical”, disse Brandão.

São Paulo, por exemplo, reduziu de 25% para 18% a cobrança do ICMS.

Minas Gerais também reduziu as alíquotas de todos os produtos para 18%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.