Waldir Maranhão sobre Flávio Dino: “Traidor que não irá se eleger”

O ex-deputado federal Waldir Maranhão (PDT) bateu forte no ex-governador e pré-candidato ao Senado, Flávio Dino (PSB).

Maranhão foi aliado do comunasocialista por bastante tempo.

O auge da fidelidade ocorreu em 2016, quando o então parlamentar, sentado interinamente na cadeira de presidente da Câmara Federal, anulou sessões da Casa que aprovaram continuidade do processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT), fato que acabou se consumando no mesmo ano.

À época, Waldir atendeu Flávio Dino em Brasília, um dia antes de tomar a decisão.

Foi a pedido do então governador, que cumpria ordens do ex-presidente Lula, que o presidente interino tomou a decisão para salvar, sem êxito, o mandato de Dilma.

“Em enfrentei o debate nacional. Eu fui humilhado, fui execrado por que eu tentei salvar a democracia brasileira. Eu era presidente da Câmara, pensei no meu Estado, pensei nos mais humildes. Entretanto, o governador nosso, Flávio Dino, é um traidor. Neste momento, agora, nas eleições, ele não vai se eleger, não. Vai pagar com a mesma moeda. Tenho este sentimento de consciência tranquila, por que tentei ajudar o Brasil e o Maranhão”, afirmou ex-parlamentar.

Waldir é novamente pré-candidato a deputado federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.