Novo ferry-boat anunciado por Brandão já tem mais de duas décadas de uso

Embarcação José Humberto já realizou, na condição de balsa, diversas viagens entre o Pará e o Amazonas e até envolveu-se em um acidente marítimo no ano de 2013.

“Novo” ferry passou por reformas e adaptações para navegar em águas maranhenses.

Ainda em estadia na cidade de São Paulo, onde recupera-se de uma cirurgia realizada em um hospital particular para retirada de um cisto nos rins, o governador Carlos Brandão (PSB) recorreu as redes sociais, no início desta quarta-feira, para anunciar uma boa nova aos maranhenses.

Trata-se do novo ferry-boat José Humberto, do estado do Pará, que, a partir de agora, fortalecerá, de acordo com o tucanosocialista, o serviço de travessia de passageiros e veículos da Ponta da Espera, em São Luís, para o Cujupe, na Baixada Maranhense.

“Já temos nova embarcação à serviço da população, em especial da baixada, como parte do sistema de travessia da Ponta da Espera até Cujupe. De alto padrão, a embarcação José Humberto navegou de Belém, no Pará, e chegou até a nossa capital um dia antes do previsto”, pontuou Brandão, também postando um vídeo – veja no fim do texto.

Ocorre que a embarcação não é tão nova assim. Na verdade, possui mais de duas décadas de uso, já tendo realizado, na condição de balsa, diversas viagens entre Belém e o estado do Amazonas, conforme revelou o blog G7MA.

Em 2011, por exemplo, a embarcação foi alvo de um assalto na baía de Marajó, tendo os criminosos subtraído combustível e equipamentos que eram transportados.

Pertencente a Rebelo Indústria, Comércio e Navegação Ltda. (REICON), a José Humberto, que já passou por reforma e adaptações para poder navegar em águas maranhenses, também envolveu-se em um acidente, no ano de 2013, no Rio Amazonas, conforme consta em acordão do Tribunal Marítimo (veja aqui).

Na ocasião, houve um abalroamento entre embarcações que resultou em um incêndio no convés de uma balsa.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.