“Estratégia de guerra nas ditaturas”, diz Roberto Rocha sobre Dino tentar nacionalizar a eleição do Maranhão

O senador e pré-candidato a reeleição, Roberto Rocha (PTB) voltou a criticar a estratégia do ex-governador Flávio Dino (PSB), pré-candidato ao Senado, de tentar nacionalizar a eleição do Maranhão trazendo para o debate regional uma polarização nacional existente entre Lula e Bolsonaro.

Na avaliação de Rocha, ao fugir do debate sobre os problemas do Estado, o comuna socialista utiliza uma estratégia de guerra das ditaduras.

“A tentativa de Flávio Dino em nacionalizar a eleição do Maranhão é uma antiga estratégia de guerra nas ditaduras. Quando o ditador vai mal, ele arranja um inimigo externo para mobilizar o povo contra esse inimigo. A menos que ele esteja de olho na vaga do Lula ou do Alckmin”, disse o parlamentar nas redes sociais.

Roberto Rocha, em entrevista ao programa Ponto Continuando, desafiou publicamente Flávio Dino e debater com ele as problemáticas do Maranhão.

O ex-governador aceitou o desafio.

A estratégia de Dino de não discutir o Estado, jogando para debaixo do tapete o fracasso da República do Maranhão, fundada por ele em 2015, já foi tratada pelo editor do Blog – reveja e reveja.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.