Empresa contratada pela Prefeitura de Raposa diz que show de Joelma custará R$ 160 mil

A assessoria de comunicação da Prefeitura da Raposa encaminhou ao editor do Blog nota da empresa E DE J da SILVA EIRELI, contratada pela gestão do prefeito Eudes Barros (PL), via adesão de ata de registro de preços do município de Presidente Juscelino, tratando sobre o show da cantora Joelma, previsto para ocorrer no próximo dia 29 na cidade localizada na região metropolitana de São Luís.

De acordo com a empresa, a apresentação da ex Calypso custará aos cofres públicos raposenses R$ 160 mil e não R$ 867 mil, como informou, em Notícia de Fato, o promotor de Justiça Reinaldo Campos Castro Júnior, que pediu o cancelamento do show, além de investigar suposto superfaturamento no valor do contrato e outras possíveis irregularidades.

Segundo o promotor, Eudes Barros, sequer, tem cumprido com obrigações básicas, como a disponibilização de medicamentos à população.

“A apresentação da cantora Joelma não custará 1 milhão de reais, como amplamente divulgado, o valor real do show será de 160 mil reais, valor este que será integralmente pago por verba proveniente de valores aportados pelo Estado do Maranhão em programas de incentivo à Cultura. A Prefeitura da Raposa contratou a empresa E. de J. da Silva Eireli por um período de 1 (um) ano, para que a empresa realize todas as festas que são tradicionais na cidade, como Festas Juninas, Dia das Crianças, Aniversário da Cidade, Réveillon etc. Pelo contrato, a empresa deve fornecer som, palco, iluminação, banheiros, decoração e outros itens, além de pagar pelos shows dos artistas que se apresentarão nestas festas. Esse contrato é que tem o valor total de R$ 867.925,00 (oitocentos e sessenta e sete mil, novecentos e vinte e cinco reais), que deve cobrir estas despesas de todo o ano de 2022. O contrato feito entre a empresa E. de J. da Silva Eireli e a Prefeitura da Raposa teve origem em uma ata de registro de preços, feita pela Prefeitura de Presidente Juscelino – MA, através de um pregão ELETRÔNICO com diversos participantes. A ata é de novembro de 2021, ou seja, os preços são de mais de 6 meses atrás. A empresa E. DE J. DA SILVA EIRELI-EPP, como de costume, tem todos os seus contratos regidos por Princípios republicanos, agindo sempre com transparência e seriedade na condução dos seus negócios”, diz o comunicado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.