Covid: Simplício classifica como precipitado fim da emergência pública

O ex-secretário de Indústria e Comércio e pré-candidato ao governo do Maranhão, Simplício Araújo (Solidariedade), disse que o anúncio pelo governo federal que revogou a portaria que declarou emergência de saúde pública de importância nacional por causa da Covid foi precipitado.

“Embora a situação epidemiológica no país tenha melhorado, acredito que seria mais prudente aguardar maior cobertura vacinal nos estados. É ainda preciso reduzir a desigualdade na distribuição das vacinas”, afirmou Simplício nesta segunda-feira (18).

Mais cedo, o ex-secretário de Saúde do Maranhão e ex-presidente do Conass, Carlos Lula, também criticou a medida.

Em resposta aos críticos, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou que, se o Brasil ainda estivesse em emergência por Covid-19 não ocorreria Carnaval fora de época no Rio de Janeiro, marcado para o próximo fim de semana.

“Todos nós sabemos que hoje não vivemos mais uma emergência de saúde pública de importância nacional. Apenas o que fazemos é reconhecer esse estágio que estamos vivendo hoje. Se não fosse assim, nós não teríamos um Carnaval fora de época no Rio de Janeiro”, disse o ministro, em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.