Brandão começa a enfrentar a ira dos servidores públicos

O governador Carlos Brandão (PSB) começa a sentir na pele a ira dos servidores públicos.

Ontem, em Colinas, sua terra natal, o ex-tucano foi recepcionado por professores da rede municipal de ensino que realizaram protesto cobrando da prefeita Valmira Miranda, sua aliada, a implementação de 33,24% referente ao Piso Salarial Profissional Nacional para os Profissionais do Magistério Público da Educação Básica (PSPN) autorizado pela União.

O próprio Governo do Estado, do qual Brandão participa há mais de sete anos, ainda não implantou o benefício alegando já ter dado reajustes salariais para categoria.

Já na sexta-feira, Policiais Civis se reuniram em assembleia e definiram iniciar, nesta segunda-feira, manifestações e atos de protesto visando forçar o Governo a aprovar Medida Provisória que previa o reescalonamento da categoria.

Com a saída de Flávio Dino do comando do Estado, diversas reuniões realizadas como secretariado de Brandão foram classificadas como manobras para enganar a categoria e protelar a solução que estava em negociação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.