Após ser chamado de demônio por Flávio Dino, Bolsonaro mostra que transferiu R$ 15,7 bilhões ao Maranhão

O presidente Jair Bolsonaro (PL) deu, nesta tarde, um verdadeiro tapa de luva no seu desafeto político, ex-governador e pré-candidato ao Senado, Flávio Dino (PSB).

Nas suas redes sociais, o capitão reformado do Exército e pré-candidato a reeleição divulgou uma tabela na qual detalhou os valores disponibilizados pela União para combate a pandemia do novo coronavírus, iniciada em 2020.

Foram R$ 375 bilhões, de acordo com o presidente, repassados aos Estados e Municípios em pouco mais de dois anos.

Estes recursos foram destinados para ações de enfrentamento da Covid e também para pagamento de Auxílio Emergencial aos cidadãos.

Somente o Maranhão, Estado que possui oito cidades, dentre as dez do país, com os piores Índices de Desenvolvimento Humano, segundo o IBGE, recebeu R$ 1,8 bilhão em transferências federais para combater a pandemia.

R$ 13,9% bilhões foram empregados no pagamento do Auxílio Emergencial.

Ontem, o editor do Blog repercutiu entrevista de Flávio Dino, concedida ao Uol News, na qual ele defendeu a existência de uma terceira via na disputa presidencial.

O ex-comunista também aproveitou para afirmar que Bolsonaro é o próprio demônio.

“Tudo que puder impedir o seu crescimento [de Bolsonaro], impedir que vá ao segundo turno, é bom. Por isso que eu sempre me coloquei como quadro da esquerda brasileira na condição de torcedor da terceira via. Acho que é importante para o Brasil, porque se não esses eleitores centristas podem ser tentados a aderirem ao Bolsonaro, que não é apenas um seguidor do demônio, para mim ele é o próprio demônio”, disse o ex mandatário do Palácio dos Leões.

1 pensou em “Após ser chamado de demônio por Flávio Dino, Bolsonaro mostra que transferiu R$ 15,7 bilhões ao Maranhão

  1. Pingback: Maranhão lidera ranking de pessoas beneficiadas com auxílio do Governo Federal - Blog do Gláucio EriceiraBlog do Gláucio Ericeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.