O PDT raiz de Weverton e o Nutella de Brandão

Weverton reuniu a militância, representada por pessoas dos mais variados segmentos da sociedade…

O senador Weverton Rocha recebeu, na noite da última sexta-feira, uma demonstração de força da militância do seu partido, o PDT, que compareceu em peso à sede da sigla, no Centro de São Luís, para ratificar total apoio a sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão.

Além das novas filiações, que reforçaram, sobremaneira, a legenda, o ato também serviu para dirimir qualquer dúvida acerca de quem é quem no partido fundado por Brizola e Jackson Lago.

Estiveram com Weverton os chamados pedetistas raiz, aqueles que representam movimentos sociais, culturais e estudantis, por exemplo; que integram uma militância reconhecida no campo político e capaz de fazer a diferença na batalha eleitoral.

Homens e mulheres que, verdadeiramente, defendem um projeto político de grupo; um projeto que possui causa e objetivo concreto de desenvolvimento para o Estado.

O movimento do PDT raiz, do qual o próprio Weverton é oriundo, foi um contraponto importante a uma forçação de barra promovida pelo vice-governador Carlos Brandão (PSDB) recentemente.

A opção pessoal de Flávio Dino (PSB) reuniu-se com familiares do saudoso ex-governador Jackson Lago, de quem recebeu apoios individuais.

…já Brandão recebeu apoios individuais de parentes de Jackson Lago.

Diante do fato, Brandão e sua equipe de marketing tentaram passar a falsa impressão de que, naquele momento, estariam capitaneando para si o PDT e a até o seu símbolo, uma rosa.

Uma fake sem precedentes, diga-se.

Os pedetistas brandonistas são uma espécie de atores políticos Nutella, que possuem, tão somente, os seus votos, sem poder algum de influência junto aos pedetistas raiz, verdadeiros representantes de segmentos da sociedade.

São políticos, digamos, ultrapassados, que nunca souberam o que é empunhar uma bandeira.

Para Brandão, era melhor ter evitado este vexame.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.