A posição correta de Edivaldo

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) teve um posicionamento mais do que correto no pleito majoritário na capital maranhense e que resultou na vitória do deputado federal Eduarto Braide (Podemos), neste último domingo.

Edivaldo preferiu focar na sua gestão, hoje aprovada por cerca de 60% dos ludovicenses, e não se envolveu no jogo político e de apoios que dominou o primeiro e segundo turnos.

Edivaldo, mesmo filiado ao PDT, do senador Weverton Rocha, é aliado do governador Flávio Dino (PC do B).

No entanto, não cedeu às pressões que lhe foram impostas de todos os campos políticos.

Ao se manter neutro, Edivaldo deu uma lição de probidade e de como não se utilizar a máquina pública para influenciar uma eleição.

Edivaldo terminará o seu mandato figurando como a maior liderança política de São Luís.

Mas não deverá ser esquecido pelo Palácio dos Leões, cuja pata pesada estava sob a candidatura de Duarte Júnior (Republicanos) e que classificou como “desertores” políticos que não aderiram ao projeto do ex-presidente do Procon.

Independentemente de ser alvo, ou não, deste tipo de ira, Edivaldo será peça fundamental na eleição de 2022, quando ocorrerá à sucessão de Dino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *