Weverton sobre Luis Fernando: “Ribamar não quer mais fujão”

Senador e Presidente do PDT destacou as qualidades de Jota Pinto para governar o município.

O senador Weverton Rocha utilizou um apelido já bastante comentado pelos moradores do município de São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luís, para classificar, mesmo sem citá-lo nominalmente, o ex-prefeito Luis Fernando Silva.

“É preciso que nós registremos para as pessoas que São José de Ribamar precisa de alguém que se eleja, trabalhe vinte quatro horas e não fuja do seu compromisso. O município e o seu povo não querem mais fujão. É por isso que apoiamos e temos total confiança no Jota. É um político experiente, trabalhador, que enfrenta as dificuldades e que, tenho certeza, fará um excelente trabalho em Ribamar, fazendo com que a cidade e os seus moradores prosperem”, afirmou o parlamentar durante uma grande festa política/partidária, realizada na manhã deste sábado (01), no Restaurante Sabor do Nordeste, no bairro Moropóia, na qual o ex-deputado estadual Jota Pinto filiou-se ao PDT, partido dirigido por Weverton.

Jota, na oportunidade, assumiu o comando do Diretório Municipal pedetista e teve oficializada a sua pré-candidatura a prefeito da Cidade do Santo Padroeiro do Maranhão.

Weverton, vale destacar, obteve em 2018, quando elegeu-se para Câmara Alta, mais de 42 mil votos em São José de Ribamar, ficando em primeiro lugar mesmo sem contar o apoio de Luis Fernando.

O apelido fujão é um termo utilizado pelos ribamarenses para se referirem ao ex-prefeito, que renunciou ao mandato duas vezes.

Luis Fernando renunciou duas vezes ao mandato que lhe foi conferido pelo eleitor ribamarense.

A primeira ocorreu em 2010 e a mais recente em março do ano passado (reveja). LF deixou a Prefeitura com uma rejeição estratosférica, próxima da casa dos 60%, e que era alvo constante de críticas por parte da população.

Diante das cobranças diárias, abdicou do cargo, deixando em seu lugar o vice-prefeito Eudes Sampaio (PTB), cuja administração é desaprovada por 67,4% do eleitorado, segundo pesquisa Escutec divulgada em novembro, para abrigar-se na apagada Secretaria de Programas Especiais do governo Flávio Dino (PC do B), a quem o ex-prefeito, até o ano de 2013, classificava de “Candidato da Mudança de Gogó”.

Em um outro post, o editor do Blog tratará sobre a filiação e oficialização da pré-candidatura de Jota Pinto que, de acordo com a própria Escutec, lidera as intenções de voto.

1 pensou em “Weverton sobre Luis Fernando: “Ribamar não quer mais fujão”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *