Dr. Julinho se filiará ao PSDB para disputar Prefeitura de São José de Ribamar

Julio Filho (ao centro) reuniu-se com Clodomir Paz e Marcos Frazão.

O médico e ex-prefeito de São José de Ribamar, Júlio Matos, mais conhecido no município como Dr. Julinho, se filiará ao PSDB, sigla pela qual concorrerá na disputa pela Prefeitura da cidade do Santo Padroeiro do Maranhão, em 2020.

A filiação do político já foi acertada com a cúpula do partido, presidido no estado pelo senador Roberto Rocha, e será sacramentada nos próximos dias. Os tucanos também já organizam um grande ato no qual será lançada oficialmente a pré-candidatura do ex-prefeito.

Nesta terça-feira (13), o filho de Julinho, Júlio Filho, bateu o martelo e definiu que também ingressará nas fileiras tucanas. Candidato majoritário em 2012, quando foi derrotado pelo então prefeito Gil Cutrim, que conseguiu reeleger-se, Filho reuniu-se com o vice-presidente do PSDB, Clodomir Paz, e o presidente estadual da Juventude Tucana, Marcos Frazão.

“O Júlio Filho já está a caminho do PSDB, para que juntos possamos mostrar que Ribamar pode e merece ser diferente. O povo está ansioso por políticas eficientes, que apontem resultados positivos e práticos para a população”, destacou Frazão.

Segundo Clodomir Paz, o partido tem se organizado para reforçar os seus quadros políticos com vistas as eleições municipais do ano que vem.

“Temos conversado com outras importantes lideranças do Maranhão. Reforçar o quadro político do PSDB é reforçar a nova forma de fazer política, aquela que atua junto ao povo, defendendo e lutando por direitos e deveres de cada cidadão”.

Grupo – Dr. Julinho ainda possui eleitorado cativo em São José de Ribamar. Ele governou a cidade no período compreendido entre os anos de 1992 a 1996.

Em 2004, disputou a eleição com o ex-roseanista Luis Fernando Silva, que ganhou por uma diferença mínima graças aos apoios do então governador José Reinaldo Tavares e do grupo político do ex-prefeito Jota Câmara.

Em 2008, Julinho foi impedido de concorrer por força de uma manobra articulada pelo próprio Luis Fernando perante a Câmara Municipal, que julgou irregulares as prestações de contas do ex-prefeito.

Em 2016, também teve os votos não contabilizados em virtude de não ter se desincompatibilizado do cargo que exerce no estado dentro do período determinado em lei.

No entanto, em 2020, Dr. Julinho estará totalmente apto a concorrer na sucessão municipal.

E promete organizar um grupo político forte que sustente o seu projeto de retornar ao comando do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *