Bolsonaro nomeia candidato menos votado para reitoria da UFC; Natalino Salgado deverá ser defenestrado no MA

Natalino foi o mais votado, mas deverá ser preterido pelo presidente.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) deu ontem mais uma demonstração de que trabalha para ter como gestores das Universidades Federais brasileiras acadêmicos ligados ao seu perfil ideológico e totalmente distantes do campo da esquerda.

O capitão reformado do Exército nomeou o professor Cândido Albuquerque como novo reitor da Universidade Federal do Ceará(UFC). Ele foi o terceiro colocado na lista tríplice formada após consulta à comunidade acadêmica, enviada há mais de dois meses ao presidente.

No início do mês, Bolsonaro há havia indicado o professor Janir Alves Soares como novo reitor da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Soares também ficou na terceira colocação na eleição que aconteceu no primeiro semestre.

No Maranhão, a vontade da maioria dos estudantes e professores da UFMA também não deverá ser respeitada.

Eleito para seu terceiro mandato com mais de 50% dos votos válidos, o médico e professor Natalino Salgado deverá ser defenestrado pelo presidente.

Contra Salgado, pesam situações políticas que Bolsonaro, com toda certeza, levará em consideração.

O médico foi apoiador público do candidato derrotado do PT, Fernando Haddad.
Seu irmão, Henrique Salgado, é prefeito de Pindaré Mirim e filiado ao PC do B, partido do governador Flávio Dino, crítico ferrenho do presidente da República.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *