A complicada situação de Duarte Júnior e Wellington do Curso

Os deputados estaduais Duarte Júnior e Wellington do Curso estão irmanados em uma situação política complicada.

Ambos desejam disputar a eleição para prefeito de São Luís, em 2020, mas encontram dificuldades no que se refere a ingressar em partidos que, de fato, lhe ofereçam a sustentação necessária para encarar a empreitada.

Duarte Júnior pertence aos quadros do PC do B, do governador Flávio Dino. Apesar de figurar como pré-candidato comunista, o ex-presidente do Procon está longe de ser a preferência da legenda e do próprio grupo do chefe do Palácio dos Leões.

Por conta disso, o parlamentar flerta diariamente com outras siglas. Recentemente, esteve com o deputado federal Josimar de Maranhãozinho, que comanda o PR, hoje PL.

Duarte Júnior só sairá do PC do B com a autorização de Dino. O próprio deputado tem dito isto publicamente.

Caso não receba o sinal verde, seu projeto prefeiturável será enterrado.

Filiado ao PSDB, do senador Roberto Rocha, Wellington do Curso também não é o preferido do tucanato maranhense.

Rocha está inclinado a atender pedido do presidente Jair Bolsonaro e levar o partido para a base de apoio de um candidato do PSL à prefeitura ludovicense.

Do Curso, portanto, terá que se viabilizar em outro terreiro partidário ou abdicar da sua intenção.

Além da complicada situação envolvendo seus atuais partidos, Duarte e Wellington ainda sofrem devido ao fato de não possuírem grupos políticos que possam lhes dar verdadeira sustentação para disputar um pleito majoritário.

1 pensou em “A complicada situação de Duarte Júnior e Wellington do Curso

  1. Voto em Duarte independente do partido. Único que mostrou ser um gestor eficiente. Wellington quebrou o próprio curso, imagina … Braide quase quebrou a Caema quando foi presidente. Os dois são péssimos gestores, por isso prefiro Duarte Jr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *