Governo silencia sobre suposta inelegibilidade de Carlos Brandão

O Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino (PC do B) e o próprio vice-governador Carlos Brandão (PRB) silenciam, até o momento, sobre a possível condição de inelegibilidade na qual o republicano estaria submetido.

A informação sobre a suposta situação eleitoral de Carlos Brandão foi divulgada pelo jornalista Marcos D´Eça em seu blog.

A inelegibilidade de Brandão, segundo o texto, está prevista na Resolução nº 21.791, do Tribunal Superior Eleitoral, que diz: “O vice que não substituiu o titular dentro dos seis meses anteriores ao pleito poderá concorrer ao cargo deste, sendo-lhe facultada, ainda, a reeleição por um único período. Na hipótese de havê-lo substituído, o vice poderá concorrer ao cargo do titular, vedada a reeleição e a possibilidade de concorrer ao cargo de vice”.

Carlos Brandão substituiu Flávio Dino no início deste mês em função de uma viagem feita pelo comunista aos Estados Unidos.

Ele ficou interinamente no cargo até o dia 09 de abril e, por conta disso, estaria apto, tão somente, a disputar a reeleição para o cargo de governador.

Juristas especializados em Direito Eleitoral consultados pelo editor do blog confirmaram o teor da Resolução e os seus efeitos.

A assessoria de Carlos Brandão, de forma não oficial, negou a informação afirmando que a mesma não procede e nem merece resposta.

O vice-governador e o próprio Flávio Dino ainda não se pronunciaram oficialmente sobre o fato.

O editor do blog também enviou questionamento à Secretaria de Estado da Comunicação e Articulação Política (Secap), que também ainda não enviou resposta.

É importante que os agentes envolvidos tratem publicamente do tema mostrando suas versões oficiais.

Agindo desta forma, poderão neutralizar qualquer tipo manobra para politizar o caso na tentativa de causar cizânia no seio do grupo político comandado pelo governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *