Bacabal: Disputa judicial pela prefeitura descamba na Assembleia Legislativa

A disputa política e judicial que se formou, desde o ano passado, pelo controle da prefeitura de Bacabal descambou, nesta quinta-feira (19), no plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Os deputados Roberto Costa (MDB) e Carlinhos Florêncio (PC do B), que são inimigos políticos na cidade, bateram boca durante a sessão ordinária, que acabou sendo encerrada.

Segundo colocado na eleição municipal de 2016, Costa movimenta-se nos bastidores da Justiça com o objetivo de defenestrar do cargo o prefeito José Vieira (PP), considerado pelo Superior Tribunal de Justiça como ficha suja (reveja) e que, por este motivo, não poderia ter disputado o pleito.

Incluído, recentemente, em uma nova lista do trabalho escravo no Brasil (reveja), segundo o Ministério do Trabalho, Florêncio é pai do vice-prefeito Florêncio Neto e aliado de Vieira.

Roberto Costa questionou o fato da família de Florêncio receber dinheiro público do município através do aluguel do prédio onde funciona a Maternidade Municipal.

O comunista rebateu as críticas afirmando que o referido imóvel é a melhor opção para abrigar a unidade de saúde e o contrato de aluguel vem desde gestões anteriores a de Zé Vieira.

Diante do imbróglio, a sessão acabou tendo que ser suspensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *