Aliados de Flávio Dino serão denunciados e podem perder mandatos na Assembleia

Os deputados estaduais Levi Pontes (PC do B) e Cabo Campos (DEM), ambos aliados do governador comunista Flávio Dino, serão denunciados ao Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Maranhão e poderão perder os mandatos para os quais foram eleitos, em 2014.

Evangélico fervoroso, Cabo Campos envolveu-se em uma confusão que repercutiu em todo estado e que o colocou na infame galeria de homens agressores de mulheres.

O parlamentar foi acusado pela própria esposa, Maria José Brandão Marques Campos, com quem é casado há 26 anos, de tê-la agredido com socos e pontapés na frente dos dois filhos – reveja e reveja.

O caso foi denunciado pela vítima na Polícia Civil e resultou em um processo criminal, que tramita no Tribunal de Justiça do Maranhão e que impôs ao deputado a necessidade de deixar a residência do casal, como forma de medida protetiva.

Procuradora da Mulher na Assembleia, a deputada Valéria Macedo (PDT), em nota oficial divulgada ontem, deixou claro que pretende denunciar o colega ao Conselho de Ética.

“Resta-me aguardar a conclusão da investigação criminal pelos órgãos competentes, mas acrescento que se o Ministério Público do Estado do Maranhão formalizar denúncia contra o parlamentar pelos fatos a ele imputados pela sua própria esposa, e se a denúncia for recebida pelo Tribunal de Justiça, a Procuradoria da Mulher na AL pedirá, no mesmo dia, a Comissão de Ética da Assembleia Legislativa do Maranhão que instaure um processo disciplinar contra o deputado estadual Cabo Campos para aferir a quebra de decoro parlamentar”, afirmou Valéria.

Já Levi Pontes foi mais uma vez flagrado praticando ilicitudes no município de Chapadinha, onde possui base eleitoral.

O parlamentar, que foi denunciado ao Conselho de Ética ano passado, acusado de utilizar pescado comprado pela prefeitura da cidade para fazer política, foi pego, em um diálogo que vazou nas redes sociais e grupos de mensagem, chantageando o prefeito Magno Bacelar (PV), o Nota 10, afirmando que, caso o gestor não lhe preste apoio na eleição deste ano, viabilizará, junto a Flávio Dino, a retirada da UPA de Chapadinha do campo de competência do governo do estado para que a mesma seja gerida pelo município.

Levi Pontes será denunciado pela deputada Andrea Murad (MDB), a mesma que o acionou, sem sucesso, no Conselho e que classificou o novo episódio envolvendo o comunista como caso de política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *