Petistas que apoiaram Roseana desqualificam indicações do partido para o governo Flávio Dino

Ingrantes da CNB apoiaram e participaram do governo do PMDB no MA.

O coletivo Construindo um Novo Brasil (CNB), braço do PT maranhense formado por filiados que apoiaram e fizeram parte do governo Roseana Sarney (PMDB) até 2014, resolveu pubilicizar sua insatisfação em relação as recentes indicações da sigla para compor a gestão do governador Flávio Dino (PC do B).

O comunista, esta semana, anunciou mudanças no seu secretariado, dentre elas as nomeações da ex-deputada Terezinha Fernandes para o comando da Secretaria de Estado da Mulher; e do delegado Lawrence Melo Pereira para presidência da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB).

Em nota divulgada neste sábado (07), os membros da CNB disseram estar indignados com “à forma como o Presidente do PT/MA, Augusto Lobato, tem atuado na condução do Partido, de forma subjugada, sem liderança, não reunindo a Executiva/Diretório e só acatando decisões externas, fragilizando imensamente a Direção Partidária”.

Sobre Terezinha Fernandes, os petistas descontentes reconheceram sua militância no partido e sua capacidade técnica. Porém, reclamaram da indicação não ter sido debatida internamente.

Eles pegaram mais pesado com Lawrence Melo, ex-Delegado Geral da Polícia Civil e filiado recentemente à legenda pelas mãos do vereador Honorato Fernandes, presidente do diretório municipal de São Luís.

Segundo os petistas, o policial “não teve o seu nome levado à discussão interna do Partido. E, no caso dele, é bem verdade que nem poderia ter, uma vez que sua filiação nem sequer foi homologada pelo PT, o que demonstra que sua indicação é externa ao Partido. Seria mais ético da parte de quem o indicou (Sálvio Dino) esperar primeiro a sua nomeação na MOB para depois filiá-lo ao PT”.

Para os membros da CNB, as referidas nomeações não significam que a legenda estará com Flávio Dino em 2018.

Integram a corrente Construindo um Novo Brasil nomes como Fernando Silva, Nonato Chocolate, Raimundo Monteiro e José Antônio Heluy – este último ex-secretário de Estado do Trabalho e Economia Solidária do governo de Roseana.

Na eleição para a presidência do diretório estadual, realizada no primeiro semestre, eles apoiaram o nome do deputado estadual Zé Inácio, que acabou sendo derrotado por Augusto Lobato.

Abaixo, confira na íntegra a nota da CNB.

CARTA À MILITÂNCIA PETISTA DO MARANHÃO

07 de outubro de 2017.

Companheiros e companheiras,

Manifestamos nossa indignação em relação à forma como o Presidente do PT/MA, Augusto Lobato, tem atuado na condução do Partido, de forma subjugada, sem liderança, não reunindo a Executiva/Diretório e só acatando decisões externas, fragilizando imensamente a Direção Partidária.

Destacamos também que, em relação à indicação da companheira Terezinha Fernandes para a Secretaria Estadual de Mulheres do Maranhão, o Partido não reuniu, tampouco debateu internamente o seu nome, embora esta seja um quadro histórico do PT com potencial para conduzir a pasta. Ainda assim, desejamos à companheira sucesso na gestão e na luta em defesa das mulheres.

Sobre a indicação do Delegado Lawrence para a MOB, cabe destacar que o mesmo também não teve o seu nome levado à discussão interna do Partido. E, no caso dele, é bem verdade que nem poderia ter, uma vez que sua filiação nem sequer foi homologada pelo PT, o que demonstra que sua indicação é externa ao Partido. Seria mais ético da parte de quem o indicou (Sálvio Dino) esperar primeiro a sua nomeação na MOB para depois filiá-lo ao PT.

Tanto o Presidente do PT/MA, Augusto Lobato, como os membros da Articulação, no caso da MOB, poderiam trazer para o debate a indicação de vários(as) competentes companheiros(as) históricos(as) do Partido, tanto da capital quanto do interior, que têm servido somente para cumprir tarefa e carregar bandeira, sendo esquecidos na hora de ocupar cargos.

Pelo contrário, preferiram indicar uma pessoa estranha aos quadros do Partido, o Delegado Lawrence, que tem vínculo com outros partidos e vem exercer no PT o papel de cavalo de Troia camarada.

Cabe ressaltar que essas indicações não significam aumento de espaço do PT no Governo. Pelo contrário, o tempo nos mostrará que diminuiremos a nossa participação na gestão de Flávio Dino.

O método do Governador de fazer indicação e o PT apenas acatar é uma clara demonstração da fragilidade do Partido na relação com o Governo. Não somos respeitados e nem considerados enquanto Partido Político, prevalecendo sempre a relação pessoal do Governador com alguns militantes petistas.

Mesmo sendo a força que lidera 40% da Direção do Partido, a CNB não tem sido reconhecida na construção em torno da unidade partidária, muito menos em torno do projeto do PCdoB em 2018.

Talvez essa falta de reconhecimento à CNB seja pelo fato de sermos a única corrente que tem defendido o PT na Chapa Majoritária (Senador ou Vice-Governador) com o PCdoB em 2018, ou, ainda, por termos alguns companheiros já defendendo candidatura própria.

Sendo assim, solicitamos Reunião da Direção Partidária (Executiva/Diretório) para discutir as indicações supracitadas e a relação do PT com o Governo Estadual.

Saudações Petistas!
Atenciosamente,
Coordenação da CNB – MA

3 pensou em “Petistas que apoiaram Roseana desqualificam indicações do partido para o governo Flávio Dino

  1. Pingback: Petistas/comunistas divulgam nota e criticam petistas/sarneysistas - Blog do Gláucio Ericeira

  2. Pingback: Petista relata ação de isolamento praticada por Flávio Dino contra membros da CNB - Blog do Gláucio Ericeira

  3. Pingback: No Maranhão, PT continua rachado e batendo cabeça - Blog do Gláucio Ericeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.