Turista denuncia que prefeitura de Carolina está cobrando pedágio de R$ 937,00

Homem se identificou como sendo secretário municipal de Turismo.

Um grupo de turistas que se deslocava, esta semana, para a cidade de Riachão denunciou uma irregularidade grave que estaria sendo cometida por agentes da prefeitura de Carolina, administrada por Erivelton Nunes (SD).

A situação também ganhou publicidade em alguns telejornais da região.

O veículo utilizado pelo grupo foi parado na BR – 230, próximo a entrada do município.

Um dos turistas, em um vídeo gravado (veja abaixo), informa que o proprietário do automóvel estava sendo multado, no valor de um salário mínimo, devido ao fato do grupo não estar acompanhado de um guia turístico local.

O homem que gravou o vídeo disse ser advogado e, em um determinado momento da filmagem, se aproxima de um outro homem (trajando camisa verde e boné) que se identifica como sendo secretário municipal de Turismo.

O turista se recusa a assinar o auto de infração e alega que os agentes não tem autonomia para emitir a multa, uma vez que eles estavam trafegando em uma rodovia federal.

O curioso é que a ação dos supostos funcionários da prefeitura conta com o apoio de Policiais Militares.

Um deles, em um determinado momento do vídeo, afirma ao grupo que a gestão municipal tem autonomia para executar o “trabalho”, uma vez que o trecho onde o veículo foi parado estaria dentro do perímetro urbano da cidade.

O editor do blog, após acessar o site da prefeitura de Carolina, constatou que no organograma administrativo da gestão municipal não consta a pasta do Turismo.

O editor do blog encaminhou na última quarta-feira, via e-mail, pedido de nota ao secretário municipal de Comunicação, Hallesson Nascimento.

Quis saber “se houve, de fato, aplicação de multa ao grupo de turistas? Se houve, ocorreu por qual motivo? Existe alguma lei municipal que proíbe, por exemplo, a entrada de turistas no Parque Nacional de Carolina sem a presença de um guia? Caso haja, qual a penalidade? O homem que aparece afirmando ser integrante da administração municipal é, de fato, secretário?”

No entanto, até o momento as perguntas não foram respondidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.