Wellington debate com especialistas projeto que cria Plano Estadual de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio

Valorizar a vida e combater os suicídios. Foram esses os objetivos que nortearam a audiência pública na tarde de terça-feira (04), na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Estiveram presentes o deputado estadual Wellington do Curso (PP), que foi quem solicitou e presidiu a audiência; o vereador Francisco Chaguinhas (PP); o médico e mestre em Ciências da Saúde Ruy Palhano; Paulo Guilherme, psicólogo do TJ-MA; Márcio Menezes, coordenador de Saúde Mental do Estado; Amarilis Cardoso, coordenadora de Direitos Humanos da Criança e do Adolescente; Cristiane Luna, major e chefe do Centro de Assistência e Promoção Social da Polícia Militar, além de estudantes e membros da sociedade.

Na ocasião, o psiquiatra Ruy Palhano destacou a necessidade de se unir forças para combater os casos de suicídio no Maranhão.

“Para o Projeto que cria o Plano Estadual de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio, precisamos aglutinar essas forças vivas dos autores importantes, como à mobilização social, as instituições competentes e um estudo de estratégias conjuntas que possam enfrentar isso. Eu não consigo ver a sociedade manejando como temas iguais a drogas, suicídio e outros parecidos se não houver essa conjugação de forças, de fatores, lutando em prol de um objetivo comum. As medidas isoladas, como educação, saúde, segurança, assistência social são importantes, mas elas têm mais relevância se for em conjunto, todas Interarticuladas tralhando no mesmo propósito”, disse Ruy Palhano.

Para o deputado Wellington, o tema suicídio é um tema atual, mas que ainda enfrenta tabus em meio à sociedade.

“Vivemos em meio a uma era tão corrida que acabamos por ignorar problemas sociais tão próximos. Os suicídios, infelizmente, estão tomando proporções gigantescas e algo deve ser feito. Estamos perdendo jovens, adultos e idosos de uma forma precipitada. Apenas neste ano, já houve 17 suicídios em São Luís. Por isso, na audiência, tratamos sobre esse assunto, para alertar a população de um tema que muitas vezes a sociedade tem medo de falar. Buscando combater isso, surgiu a ideia quanto à elaboração do Plano Estadual de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio. Não poderíamos apresentar isso sem antes discutir com a população e com especialistas”, pontuou Wellington.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.