Prefeitura e Governo entregam complexo viário da Forquilha

“Aqui a situação era bem complicada. Além de pegar engarrafamento todo momento que passasse, quando chovia, a gente tinha que esperar a água secar para seguir viagem. Agora está bem mais simples. Antes eu saia de casa 6h da manhã para levar minha esposa para ao trabalho, pois ela entra às 7h. Agora já estamos saindo um pouco mais tarde”, disse o mecânico Antônio Ribamar Leitão, morador de São José de Ribamar ao falar da melhoria que trouxe para população a obra realizada pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado na Forquilha, onde foi construindo um complexo viário.

A obra foi entregue na manhã deste sábado pelo prefeito Edivaldo e pelo governador Flávio Dino.

Seu Antônio faz o percurso todos os dias para a capital maranhense. “Essa parceria com o governo foi o melhor acerto das duas gestões. A gente que morava para cá se sentia abandonado. Agora com essa obra não só os moradores de São Luís estão felizes, mas também os de Paço do Lumiar e de São José de Ribamar”, completou.

O resultado da intervenção, que compreende uma área de 15 mil metros quadrados e beneficia cerca de 20 bairros no entorno já é sentido pela polução. O complexo viário de São Luís foi construindo em uma das áreas de maior fluxo de veículos da Capital e de grande movimentação de pessoas, em razão do grande número de comércio existe na região. Durante a inauguração o prefeito e o governador conferiram o resultado dos serviços e conversaram com a população. As modificações viárias garantiram a fluidez ao tráfego, reduziu o tempo de percurso entre os destinos e, consequentemente, solucionou os congestionamentos na região.

“A entrega desta obra é muito importante para a mobilidade da região metropolitana de São Luís e para o bem estar geral da população. É uma obra que abrangeu drenagem e reordenamento geométrica que deu fluidez ao trânsito. É importante dizer que essas intervenções vão continuar na região, a exemplo da ponte ligando as MAs 201 e 202. Com isso a gente vai melhorando. Daqui a duas semanas vamos anunciar uma grande intervenção do programa Mais Asfalto nos quatro municípios da região metropolitana” anunciou o governador Flávio Dino.

O complexo viário da Forquilha compreende a alteração na MA-201 (Estrada de Ribamar), MA-202 (Estrada da Maioba), Forquilha e Forquilhinha, Avenida Guajajaras e Jerônimo de Albuquerque. As vias são responsáveis por interligar as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar, por onde transitam uma média de 12 mil veículos em horário de pico. O serviço é fruto de mais uma parceria do Governo do Estado e Prefeitura de São Luís que vem investindo na melhoria da mobilidade urbana com intervenções e reordenamento do tráfego nos principais corredores da cidade.

“A parceria entre Prefeitura e Governo tem resultado em muitos avanços para São Luís. A obra deste complexo viário da Forquilha é mais um exemplo. O conjunto de intervenções inteligentes proporcionaram mais fluidez ao trânsito, mas a obra foi além disso. Os serviços estruturantes de drenagem, asfaltamento e iluminação com certeza garantiram mais qualidade de vida para quem transita e aos moradores do entorno, valorização e melhoria do aspecto urbanístico da região”, destacou o prefeito Edivaldo.

O trabalho foi iniciado pelos serviços de alargamento dos canteiros centrais nas imediações do Pop Center (Cohab), e da pista no sentido Cohab-Forquilha. Na rotatória maior, o antigo retorno da Forquilha, foi criado um cruzamento semafórico de dois tempos, permitindo a fluidez de veículos em dois sentidos: em direção ao Anil/Maiobão e Maiobão/Anil. Já na atual rotatória da Forquilhinha, foram criadas alças para direcionar o fluxo no sentido Maiobão/Anil; Maiobão/Cohab e vice-versa.

As alterações do trânsito na área incluíram ainda a criação de novas alças de retorno na Avenida Guajajaras, nas proximidades do Centro Elétrico; e outra na Cohab, próximo ao Terminal de Integração, para permitir o escoamento dos veículos nos sentidos Anil/Cohab/aeroporto/Anil.

1 pensou em “Prefeitura e Governo entregam complexo viário da Forquilha

  1. Entregaram uma obra inacabada. A rua do livramento e suas transversais foram asfaltadas, mas nenhuma calçada foi reparada. Onde não havia nem guias, continua assim. A rua sete, ao lado do condomínio, continua tudo sem calçada e sem CÓRREGO. Com o tempo a água da chuva vai erodir novamente as laterais da rua até ceder o asfalto de farinha que botaram.

    A prefeitura tem o dever de concluir de verdade o que diz que já está concluído.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.