Beto Castro e Honorato Fernandes terão que prestar esclarecimentos ao Ministério Público

Procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Coelho, quer apurar denúncia de desvio de recursos públicos via liberação de emendas parlamentares.

Depois de protagonizar cenas de baixaria, troca de insultos e acusações de desvio de recursos públicos, os vereadores Beto Castro (PROS) e Honorato Fernandes (PT) terão que prestar esclarecimentos ao Ministério Público Estadual.

A informação foi confirmada nesta quinta-feira (06) pelo procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Coelho.

Através da imprensa, que divulgou o entrevero entre os dois parlamentares ontem no plenário da Câmara Municipal de São Luís, Coelho disse que já determinou que a Promotoria Especializada investigue a denúncia envolvendo desvio de recursos públicos.

Beto Castro chamou o colega de bandido e afirmou que o mesmo transformou a Câmara numa “banca de negócios”.

Segundo ele, Fernandes desviou recursos públicos, oriundos de emendas parlamentares, através de um Instituto de propriedade do petista e que opera contratos com a prefeitura da capital.

“Tu recebeu R$ 1 milhão e porrada aí, rapá. Passou a perna em todo mundo com essas emendas aí. Tu sabe do que eu tô falando. Provo pelo teu Instituto”, afirmou Castro.

Honorato retrucou a “gentileza”, chamou Castro de bandido [com três Identidades diferentes] e o desafiou a provar a denúncia.

A partir de agora, os dois parlamentares terão que se explicar com o MPE.

E muitas outras denúncias cabeludas ainda podem vir à tona.

Leia também:

Vídeo: Vereadores transformam Câmara de São Luís em palco de baixarias

1 pensou em “Beto Castro e Honorato Fernandes terão que prestar esclarecimentos ao Ministério Público

  1. Pingback: Astro dá puxão de orelha e vereadores fazem as pazes - Blog do Gláucio Ericeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.