Vereador defende rigorosa apuração do caso IDAC

O vereador Marcial Lima, líder do PEN na Câmara Municipal de São Luís, defendeu, por parte das autoridades competentes, a rigorosa apuração dos fatos envolvendo o Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania (IDAC) e o governo do estado.

Desvio de recursos públicos oriundos de contratos firmados entre governo e a entidade privada que administrava unidades de saúde no Maranhão foram descobertos pela Polícia Federal no bojo da Operação Rêmora, que consistiu na quarta fase da Operação Sermão aos Peixes.

Segundo a PF, mais de 18 milhões, referentes a repasses federais feitos à Secretaria de Estado da Saúde, foram desviados dos cofres públicos.

Segundo Marcial, apesar do presidente do IDAC, Atonio Augusto Aragão, e mais dois assessores terem sido presos, ainda existe “peixe graúdo” que ainda está fora da rede e precisa ser detido para dizer o que fizeram com o dinheiro público.

“Tem peixe graúdo nisso. Não estou menosprezando ninguém. No meu entendimento, o IDAC é um instituto traquino. Quem rouba o dinheiro do povo não era para vestir a farda do presídio? Então não deveria ter roubado o dinheiro do povo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.