“Um convite do governador é diferente”, diz Felipe Camarão sobre candidatura a vice

O editor do blog conversou nesta manhã com o secretário estadual de Educação, Felipe Camarão.

Também participou do bate-papo, na Assembleia Legislativa, o amigo radialista Henrique Pereira.

O nome de Camarão voltou, esta semana, ao centro do debate político.

Figurando como um dos mais competentes secretários do staff do governo Flávio Dino (PC do B), o jovem gestor foi  destacado, mais uma vez, como um excelente nome para compor com o comunista na condição de candidato a vice-governador na eleição de 2018.

E o destaque foi dado pelo ex-deputado Joaquim Haickel, aliado do grupo Sarney, em suas redes sociais (veja abaixo).

Questionado sobre a possibilidade de vir a ser o companheiro de chapa do governador, Felipe afirmou que visa apenas continuar contribuindo com o crescimento do setor educacional.

“Fico lisonjeado quando o trabalho que estamos desenvolvendo na Secretaria de Educação é reconhecido. Fico feliz em receber o carinho de alunos e de suas famílias. Isso tudo recompensa o fato de, na maioria das vezes, até ficarmos muito tempo ausentes da família. O que penso para 2018 é continuar desenvolvendo este trabalho para a educação maranhense; é melhorar o Ideb do estado e continuar ajudando o governador”, disse.

Ele confirmou que já recebeu inúmeras propostas de filiação partidária. Porém, não revelou de quais siglas partiram os convites.

Instado a falar sobre a possibilidade do convite partir do próprio Flávio Dino, emendou:

“Aí um convite do governador é diferente. Já disse pra ele que sou um soldado do seu governo. Se ele me convidar pra qualquer tipo de missão, aí é um convite quase irrecusável”.

2 pensou em ““Um convite do governador é diferente”, diz Felipe Camarão sobre candidatura a vice

  1. Pingback: Um convite quase irrecusável’, diz Felipe Camarão sobre ser vice de Dino – Samuel Araujo (Doa a quem doer)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.