“Simulacro de uma mudança”, afirma Roberto Rocha ao descartar composição com Flávio Dino em 2018

O senador Roberto Rocha (PSB) resolveu ratificar o seu posicionamento político acerca das eleições do ano que vem.

Em entrevista ao Jornal O Estado do Maranhão, publicada na edição desta segunda-feira (19), o socialista descartou qualquer possibilidade de composição o governador Flávio Dino (PC do B); confirmou que deseja disputar o governo; e espera que, neste embate, estejam postas as candidaturas da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e do próprio comunista, que tentará a reeleição.

“Quero disputar com Flávio Dino e Roseana Sarney. Os dois tiveram meu apoio para chegarem ao governo, mas me afastei de ambos os governos, logo no primeiro ano, por verificar que não formularam um plano de gestão para o desenvolvimento do nosso Estado”, disse.

As manifestações de Roberto Rocha apontando qual caminho deverá seguir foram dadas após o próprio JEMA, na sua Coluna Estado Maior, divulgar nota sugerindo que o senador poderá abrir mão da disputa, caso ocorra uma espécie de entendimento com Dino.

E esse entendimento, de acordo com interlocutores do governo e do próprio Rocha, passaria pela indicação do ex-vereador Roberto Rocha Júnior, filho do senador, para ser o vice do comunista.

Sobre este tema, o socialista não comentou.

“Nada em minha postura autoriza afirmar que aguardo um posicionamento do governador, muito menos concluir que isso me levaria a compartilhar o mesmo palanque nas próximas eleições”, ressaltou.

Ele concluiu negando que esteja em uma agenda permanente de campanha e garantiu que está atuando no interior com o objetivo de fortalecer o desenvolvimento do estado.

“O Maranhão não merece ser apenas o simulacro de uma mudança que nunca acontece”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.