Justiça determina novas eleições em duas cidades do Maranhão

Em Lago do Junco e São Raimundo das Mangabeiras, prefeitos e vice-prefeitos foram cassados acusados de compra de votos no pleito de 2016. No município de Dom Pedro, clima continua de indefinição. 

Osmar Santos e Rodrigo Botelho foram cassados sob a acusação de compra de votos.

A Justiça Eleitoral cassou, na última quarta-feira (14), os mandatos dos prefeitos das cidades de Lago do Junco e São Raimundo das Mangabeiras, Osmar dos Santos (PP) e Rodrigo Botelho (PC do B), respectivamente.

As decisões, emitidas pelos juízes Marcelo Farias (74ª Zona Eleitoral) e Lyanne Brasil (34ª ZE), alcançaram os vice-prefeitos dos municípios, Enoc Rodrigues e Luiz Júnior, que também tiveram os mandatos cassados.

Os quatro políticos são acusados de compra de votos nas eleições do ano passado.

Além da cassação dos mandatos, os magistrados determinaram a realização de novas eleições nas duas cidades.

Ambos os casos cabem recursos e deverão ter desdobramentos em instâncias superiores, tais como o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE/MA) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Osmar dos Santos foi reeleito em 2016. A ele e ao seu vice Enoc Rodrigues também foi imputada pelo juiz Marcelo Farias inelegibilidade por um período de oito anos.

Já o comunista Rodrigo Botelho foi eleito, ano passado, para o seu primeiro mandato.

Dom Pedro sem definição – Já em Dom Pedro, a morosidade da Justiça ainda faz com que os moradores vivam um clima de indefinição.

Na cidade, o imbróglio envolve os candidatos Alexandre Costa (PSC) e Hernando Macedo (PC do B) — este último ex-prefeito.

Costa, que obteve maioria nas urnas, teve a candidatura indeferida pelo TSE e, por conta disso, seus votos foram anulados.

Até o momento, o Poder Judiciário ainda não se pronunciou sobre o caso e o município, desde janeiro, é administrado pela presidente da Câmara Municipal, vereadora Rosa Nogueira (PSDC).

Hernando Macedo, inclusive, já afirmou, em entrevista ao editor do blog, não ter interesse em entrar novamente na disputa, caso uma nova eleição seja determinada.

Em fevereiro, disse que abriu mão de tentar um novo mandato e estava focado na sua pré-candidatura a deputado federal – reveja.

Já em maio, o comunista desistiu de disputar uma das 18 vagas para a Câmara Federal e anunciou apoio a pré-candidatura do ex-prefeito de São José de Ribamar e ex-presidente da FAMEM, Gil Cutrim (PDT) – reveja.

2 pensou em “Justiça determina novas eleições em duas cidades do Maranhão

  1. Sou de São Raimundo das mangabeiras sou professora e acompanhei de longe a campanha eleitoral do ano 2016 em minha cidade Natal. Sou totalmente a favor de nova eleição sim. Quero deixar claro que né. Mas votar lá voto mis hj pertenço a um novo domicílio eleitoral. Mais fiquei sabendo das irregularidades que teve pois família que eles tinham certeza que não não votavam neles eles comprovam o voto retinham os títulos p q essas pessoas ficassem sem vota daí teve aquela abstenção toda de votos em mangabeiras sou a favor sim de novas eleições de os políticos precisam entender q a coisa mudou.

  2. Pingback: Juiz torna sem efeito decisão que cassou mandato do prefeito de Lago do Junco - Blog do Gláucio Ericeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *