Promotores de venda irão protestar contra empresário Ilson Mateus

Promotores de venda que atuam na rede de supermercados Mateus, em São Luís, realizarão na próxima segunda-feira (15) protesto contra o que eles classificam de “prática nefasta” desenvolvida pelo presidente do grupo empresarial, Ilson Mateus.

O ato dos profissionais, que não possuem vínculo empregatício com a rede de supermercados, ocorrerá no Mateus da Cohama.

Ocorre que o empresário, em várias de suas lojas na capital, demitiu funcionários responsáveis pela reposição dos produtos nas prateleiras e está obrigando os promotores de venda que trabalham nestes pontos a executar o serviço.

A “prática nefasta” foi denunciada esta semana pelo Sindicato que representa a categoria e pelo presidente da Força Sindical no Maranhão, Frazão Oliveira.

Eles já estiveram reunidos com executivos do grupo, que ficaram de dar uma resposta para o imbróglio.

“Caso a situação não seja resolvida até segunda, neste mesmo dia iremos realizar um grande protesto em frente ao supermercado Mateus da Cohama”, afirmou Oliveira.

Acusado de ter sido beneficiado na chamada “Máfia da Sefaz”, um esquema criminoso de concessão de benefícios fiscais que, segundo o Ministério Público, saqueou os cofres do governo do estado em mais de R$ 1 bilhão, Ilson Mateus vem sentindo os efeitos da crise financeira.

Além de demitir funcionários, ele já se viu obrigado a fechar, em março, sua principal loja na cidade de Palmas, no Tocantins.

A rede de supermercados Mateus, além do Maranhão, atua no Piauí e Pará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.