“Não renunciarei”, afirma Temer em pronunciamento oficial

O presidente Michel Temer (PMDB), em rápido pronunciamento oficial feito agora a pouco no Palácio do Planalto, afirmou que não renunciará ao cargo.

Temer classificou como mentirosas as informações prestadas pelo empresário Joesley Batista, do grupo frigorífico JBS, que, em delação premiada à Procuradoria-Geral da República, afirmou que o presidente pediu a ele que continuasse custeando financeiramente o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, em troca do seu silêncio na Operação Lava- Jato. Cunha continua preso em Curitiba.

“Não autorizei nenhum pagamento. Não comprei silêncio de ninguém. Tomei conhecimento deste fato ontem e solicitei ao Supremo Tribunal Federal acesso aos documentos para que possa me defender. Não tenho medo de delação. Sempre honrei o meu nome. No STF, onde a investigação está sendo feita, irei provar minha inocência. Portanto, afirmo que não renunciarei ao cargo!”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.