Grupo Sarney reúne-se nesta sexta-feira em São Luís e deve apontar qual caminho seguirá em 2018

Lideranças políticas que integram o grupo Sarney estarão reunidas na noite desta sexta-feira (02), em São Luís, para o lançamento da pré-candidatura ao Senado do deputado federal licenciado e Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV).

O evento acontece a partir das 18h30, na Class Eventos, na Avenida dos Holandeses.

O encontro tem relevância significativa por se tratar da primeira reunião pública que contará com a participação de nomes importantes do tabuleiro político que, hoje, fazem oposição ao governo Flávio Dino (PC do B).

Mais: a partir do evento, espera-se ser possível vislumbrar com um pouco mais de clareza o rumo que o grupo tomará com vistas às eleições do ano que vem.

Até o momento, apenas Sarney Filho bateu o martelo. Ele afirma não abrir mão de disputar uma das duas vagas ao Senado.

Os integrantes do grupo Sarney, sempre que questionados, tem tratado o assunto “eleições 2018” com foco principal na sucessão ao Palácio dos Leões.

A maioria enxerga a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) como candidata que possui todas as condições de derrotar Dino.

Roseana, até agora, não deu uma declaração concreta sobre o tema. Ela deverá se fazer presente no lançamento da pré-candidatura do irmão.

Caso não se candidate ao governo, Roseana poderá entrar na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa ou Câmara Federal. Integrar a chapa senatorial com o irmão é vista como uma jogada muito arriscada.

Mas outras dúvidas ainda precisam ser dirimidas. Ainda não se sabe o futuro dos atuais senadores João Alberto e Edison Lobão, ambos do PMDB.

Alguns analistas trabalham com a tese de que Lobão não deverá disputar a reeleição e estaria decidido a apoiar o seu suplente e ex-candidato ao governo em 2014, Lobão Filho.

Outros apostam que o ex-governador poderá candidatar-se a deputado federal.

João Alberto é apontado como o possível candidato do grupo ao governo, caso Roseana não tope enfrentar o desafio. Porém, ainda não há nenhuma declaração pública do senador na qual ele afirme que não pretenda retornar à Câmara Alta.

Sem falar no patriarca da família, o ex-presidente José Sarney (PMDB – AP), que também deverá participar do encontro que terá o seu filho como protagonista.

Sarney é tido como candidato certo ao Senado pelo Amapá ano que vem, mas ainda não tratou publicamente sobre o assunto.

Portanto, o evento de sexta-feira promete movimentar a politica maranhense.

E é a partir dele, que espera-se ter um cenário um pouco mais límpido sobre quais caminhos serão trilhados pelo grupo Sarney em relação ao pleito que se aproxima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.