Aplicativo Uber deverá ser suspenso em São Luís, avalia Astro de Ogum

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), afirmou nesta terça-feira (25) que as atividades do Uber, aplicativo para transporte privado de passageiros, deverão ser suspensas na capital.

A informação foi dada pelo parlamentar durante reunião de trabalho com taxistas que, no período da manhã, realizaram carreata por várias avenidas da cidade cobrando a não regulamentação do serviço.

“O aplicativo deve ser suspenso até que a empresa se regularize”, disse Ogum.

O Uber opera na capital maranhense desde fevereiro, o que vem causando insatisfação nos taxistas. Eles alegam concorrência desleal, uma vez que os mesmos, para desenvolver suas atividades atendendo a lei que rege o serviço de transporte de passageiros, são obrigados a pagar inúmeras taxas.

Na manifestação realizada hoje, a categoria solicitou do Parlamento Municipal a promulgação do projeto de lei, de autoria da ex-vereadora Luciana Mendes (PP), proibindo a operação do aplicativo. Luciana, juntamente com o deputado estadual Cabo Campus (DEM), participaram do ato em favor dos taxistas.

O referido projeto foi aprovado ano passado pelo plenário da Casa e encaminhado para o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que não o sancionou.

Em função disso, a proposta retornou para Câmara. Paralelo a isso, continua tramitando projeto de lei, de autoria do vereador Paulo Victor (PROS), que regulamenta o serviço do aplicativo em São Luís.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.